Por: JCS

Um sério e grande problema está minando de maneira drástica a agricultura e, principalmente, a economia da Austrália. Depois de praticamente serem devastados pelos incêndios do ano passado e as secas, o pais está enfrentando uma estranha luta contra uma infestação massiva de ratos no sudeste da ilha.

As imagens são assustadoras. Conforme registros das redes sociais, há milhares de ratos em celeiros, plantações, casas e inclusive nos carros dos australianos. Há vários danos financeiros decorrentes desta terrível infestação, afinal, os roedores destroem fiações, equipamentos e chegam a consumir os produtos dos agricultores.

“Na Austrália, a maioria das regiões só tem uma safra por ano. E ser atingida por uma infestação de um ano bom pode ser um grande revés”, disse Martin Murray, agrônomo da cidade Delungra, Nova Gales do Sul.

Captura de Tela 182 - Austrália enfrenta uma peste de ratos sem precedentes: “Andam no travesseiro” - (vídeo)
Foto: Reprodução Youtube BBC

Não bastassem os danos financeiros, acontecem também os danos na saúde mental da população do campo; a visão da enorme quantidade de ratos gera uma forte e constante sensação de falta de higiene, inclusive atrapalhando o sono dos moradores, afinal, imaginar que centenas de ratos podem invadir sua casa e chegar até sua cama é um pensamento difícil de combater e que gera muita tensão, medo e stress.

A preocupação é tão grande que o Governo da Austrália lançou um pacote de US$ 210 milhões para tentar combater os efeitos catastróficos destas infestações que estão se alastrando pelo país. Um exemplo claro destes prejuízos foi testemunhado por um fazendeiro em entrevista à BBC, ele afirmou que perdeu US$ 250 mil em equipamentos e diversos produtos devido a ação dos roedores em sua fazenda.

Assista a um vídeo publicado no perfil da BBC no Instagram:

 

Conforme declarações das autoridades australianas, o motivo principal que gerou essa infestação de ratos foram as fortíssimas alterações no clima que a Austrália enfrentou nos últimos meses. Tanto que, na última década, aumentou drasticamente o período de secas resultando em fortes incêndios que foram registrados entre o final de 2019 e começo de 2020. Aí vieram as chuvas que ajudaram a apagar os incêndios mas colaborou para a explosão de ratos, uma vez que os predadores não deram conta de se reproduzir para conter tais roedores.

“Saímos de uma seca e as coisas de repente ficaram boas demais (para os ratos) muito rápido. E as espécies que se reproduzem cedo, como os ratos, são realmente capazes de tirar proveito dessa situação”, afirmou Mrray à BBC.

Com informações: Hypeness

OUTRAS LEITURAS



Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS