Por:JCS

Vovó de 82 anos, halterofilista, deu uma surra em homem que invadiu sua casa

Uma idosa teve sua casa invadida em Rochester, Nova Your, por um homem. Más ele foi surpreendido por uma idosa nada comum.

Dia 21, Quinta-Feira, Willie Murphy, uma senhora de 82 anos, se preparava para dormir, quando um homem bateu em sua porta pedindo-lhe para que ela chamasse uma ambulância para ele.

Conforme a CNN, a idosa desconfiou, chamou a polícia e se recusou a deixar o homem entrar em sua casa. Resultado, ele ficou uma fera e quebrou a porta.

“Estava meio escuro e eu estava sozinha, e eu sou velha. Mas adivinhe só, eu sou durona”, disse.

Willie Murphy é halterofilista, malha diariamente em uma academia próxima à sua residência, inclusive já faturou prêmios por levantamento de peso.

Ela disse: “Ele escolheu a casa errada para invadir”.

Assim que ele quebrou a porta, ela usava alguns móveis para atacar o meliante, como uma mesa da sala e tudo que viesse à sua frente.

“Eu peguei a mesa e bati nele. E adivinha? A mesa quebrou”. Mesmo com a mesa totalmente quebrada, ela continuou golpeando o homem com as pernas de metal da mesa.

Ao tentar levantar-se, ele foi surpreendido com um inesperado golpe: a senhora foi rapidamente à cozinha e trouxe um shampoo de bebê, jogou no rosto do invasor e em seguida deu várias vassouradas nele.
Após apanhar, o invasor queria fugir. Mesmo Murphy sendo uma experiente levantadora de peso, afirmou que foi complicado tirar o invasor de lá.

“Eu estou tentando ajudar ele a dar o fora da casa, mas ele é muito pesado. Eu não consigo movê-lo. Ele é peso morto”, afirmou.

Logo em seguida a polícia chegou, encontraram o homem acabado no chão. A ambulância veio rapidamente e encaminhou o ladrão ao hospital.

“Eu acho que ele estava feliz quando o levaram para a ambulância porque eu o mandei para o hospital”, disse, toda orgulhosa.

Com informações: NoticiasR7


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS