Por: JCS

Certa vez, o Dr. Andy Mathis, médico veterinário, na Geórgia, já estava se preparando para retornar para sua casa, quando o telefone toca, e era uma mulher aflita que dizia ter encontrado um cachorro abandonado em uma estradinha de terra.

Ela queria a ajuda de Andy para que ele recebesse na segurança de sua clínica o animal que estava doente e muito assustado, ele de imediato concordou e pediu para trazer o animal afim de ser examinado.

Ao examinar o animal, viu que era uma fêmea, muito magra, desidratada, com a temperatura corporal baixíssima, e tinha ferimento exposto o que lhe causava grande dor.

Ele postou no facebook sobre a filhote de Pit Bull, que recebeu o nome de Graycie Claire, porém, ela precisava de cuidados médicos mais aprofundados que ele não tinha condições de oferecer. Reuniu alguns amigos, fizeram uma vaquinha e a levaram para ser atendida na Emergência do Hospital Veterinário da Universidade da Geórgia.

Devido ao estado grave, ele tinha que escolher entre: “eutanásia ou dar uma segunda chance”. Pediu conselho aos seus amigos e, lhe disseram o seguinte, “tentar, especialmente se ela ainda tem uma vontade de viver. Experimentar”.

Clinica Veterinária Dr. Andy Mathis - Veterinário se tranca em canil de filhote de Pit Bull doente, come com ela e ganha a sua confiança - Assista ao vídeo
Foto: Reprodução

Ele optou pela vida. No vídeo abaixo, ele tranca-se dentro do canil da Graycie para se aproximar da insegura cachorrinha e lhe mostrar o quanto ele se importava com ela, e, que ela podia confiar e contar com ele. Mathis então, leva uma vasilha para o canil e coloca ração nela, em outra bacia ele come também para poder ganhar a confiança dela e a incentivar a comer.

O restante do vídeo é comovente, tanto pela atitude humana dele quanto pelo resultado obtido:

Por mais profissionais com essa bela postura e essa maneira humana de ajudar os animais!

Com informações: RPA


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS