Por: JCS

Uma pessoa com Covid-19 foi ao culto no dia das mães e 180 pessoas correram o risco de contrair o vírus

Equipes de saúde de Butte, Califórnia, estão entrando em contato com 180 pessoas que foram ao culto no Dia das Mães, afinal, eles estão sob riscos de terem contraído a covid-19.

Um dos membros da igreja, um dia após o culto, foi diagnosticado com a covid-19 e provavelmente tenha espalhado o vírus naquele ambiente, durante a celebração do culto.

Infelizmente, a pessoa recebeu o diagnóstico de positivo, indicando que ele estava infectado pelo vírus, o laudo foi entregue no dia seguinte ao culto.

Mesmo sendo proibido as aglomerações na Califórnia, a igreja resolveu contrariar a proibição do governo e abriu a porta da igreja para fazer, como de sempre, o culto do dia das mães.

“Atualmente, as organizações que realizam cultos ou reuniões presenciais estão colocando em risco a saúde e a segurança de suas congregações, o público em geral e nossa capacidade local de abrir grandes riscos”, alertou Danette York, que dirige a saúde pública da cidade, via nota oficial.

Com informações: Uol

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS