Por: JCS

Tufão sacode as Filipinas e levou mais de 140.000 pessoas a se protegerem em abrigos

Tufão Vongfong sacodiu as Filipinas nesta sexta-feira (15), levando mais de 140.000 habitantes a saírem de suas casas e se refugiarem em abrigos, com isto, a luta contra a pandemia se torna mais complicada ainda.

O arquipélago das Filipinas foi tomado por chuvas fortes e ventanias de grandes proporções, destruindo milhares de casas e causando inúmeros estragos em várias cidades do pais, milhões de pessoas que estavam em suas humildes casas no confinamento imposto pela pandemia, destas, 140.000 tiveram que sair às pressas para buscarem refúgio em abrigos temporários.

A situação já é complicada com a pandemia, agora piorou mais ainda: “Você precisa usar a máscara e observar as regras do distanciamento o tempo todo”, informou Carlito Abriz, policial Filipino.

“É difícil aplicar isso, porque as pessoas estão estressadas”.

Atualmente as Filipinas tiveram 11.800 pessoas infectadas, e 790 óbitos devido à covid-19.

Conforme as autoridades locais, os abrigos de emergência funcionarão com 50% da sua capacidade e devem fornecer máscaras para todos, sendo que não têm a intenção de separar os familiares que estão desabrigados.

Todos os anos, o país é sacudido por uma média de 20 tufões que causam muitas vítimas e deixam muitos estragos, fazendo com que milhares de pessoas amarguem na pobreza.

Para se ter uma ideia, em 2013, o ciclone mais destruidor que chegou ao país foi o Supertufão Haiyan, que ao passar deixou 7.300 mortos ou desaparecidos

Assista ao vídeo:

 

Fontes: Isto é  e DiariodePernambuco

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS