Por: JCS

Já tem mais de 30 dias que Valdirene Machado não visita seus filhos. Afinal, ela trabalha em um Lar de Idosos em que já foram registrados 70 infectados com a Covid-19. Infelizmente 15 deles vieram a óbito devido a doença, por isso todos os funcionários seguem um protocolo rígido para não se infectarem.

Já que ela não pode dar o seu carinho aos seus filhos, Valdirene faz questão de dar todo afeto possível a cada um dos idosos. Assim, um destes momentos de afeto foi registrado em novembro por uma colega que trabalha no Lar, a imagem realmente sintetizou todo este amor e afeto que Val sente pelos assistidos por ela no Lar de Idosos.

A imagem mostra a Profissional sentada em uma poltrona dando colo como se estivesse com um bebê nos braços é muito comovente. A residente estava com os braços nos ombros da funcionária, aparentava estar dormindo e muito segura sob o olhar carinhoso da profissional de 35 anos, que trabalha no Lar Vicentino, em Itapeva, São Paulo.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA O EBOOK

capa oficial - Técnica de enfermagem é clicada dando colo e fazendo carinho em uma idosa: Covid-19

“É preciso ter esse carinho, além de fazer o básico. Eles precisam da gente”, disse Val.

A profissional disse que esta fotografia foi tirada sem que ela percebesse, e a cena era muito espontânea. Depois que ela recebeu a foto, resolveu publicar nas redes sociais, com um pequeno trecho bíblico, fato este que chamou a atenção dos internautas.

“Não foi nada programado. Esse tipo de cuidado eu tenho com eles todos os dias, sempre”.

Rotina Rígida de Segurança

Val revelou que trabalha em uma certa ala para EVITAR contaminação nos outros setores, assim, todo trabalho é feito obedecendo a rígidos protocolos de segurança, usando máscara de pano e face shield (protetor com uma película plástica que impede respingos da fala, de tosse e espirros na direção do rosto).

Por trabalhar em área de saúde e em local que tem infectados com Covid-19, teve que mudar totalmente a sua rotina.

“Há um mês, não tenho contato físico com os dois filhos, de 4 e 8 anos de idade. Ambos estão na casa da avó para evitar contaminação do novo coronavírus. Só vejo os meus filhos pelo telefone celular e não tenho ideia de quando vou poder vê-los pessoalmente de novo”, disse.

Contaminação no ambiente de trabalho

A instituição tem 70 idosos e foram registradas 15 mortes, dessa maneira, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou uma equipe de profissionais da saúde para trabalhar no asilo.
Para tratamento sistemático, os idosos foram divididos em três grupos: assintomáticos; suspeitos e confirmados.

12 idosos estão isolados com suspeita de estarem contaminados, porém aguardando os resultados dos exames. Destes, dois foram transferidos para a Santa Casa da Cidade.

Conforme o promotor Lúcio Camargo, de Itapeva, esses números de mortes em asilos se devem à falta de cuidados básicos da população em se prevenir contra a doença.

A situação do Lar Vicentino reflete a situação do município. Infelizmente temos um maior número de contaminados no município todo. O vírus está presente, está circulando, por isso, cabe à população tomar as precauções para conter o avanço”, concluiu.

lar vicentino em itapeva sp e1608677861900 - Técnica de enfermagem é clicada dando colo e fazendo carinho em uma idosa: Covid-19
Lar Vicentino em Itapeva (SP) | Foto: Prefeitura de Itapeva| Foto: Divulgação

Com informações: Agora notícias Brasil

OUTRAS LEITURAS



Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS