Por: JCS

Como ajudar Manaus? Se parte do povo não está nem aí com a pandemia no estado?

Sessenta e três pessoas foram presas pela polícia, afinal estavam todos aglomerados assistindo um jogo do campeonato brasileiro de futebol em “bares clandestinos” no bairro Jorge Teixeira, Zona leste de Manaus (AM), nesta quinta-feira (21), à noite. Todos foram presos por descumprirem o decreto do governador do Amazonas que “proíbe a circulação e aglomeração de pessoas, entre as 19h e 6h até o dia 31”, para tentar conter a pandemia do coronavírus que está em plena explosão no estado.

Entre os infratores, estavam 5 donos dos bares clandestinos. Nos estabelecimentos estava sendo transmitida a partida do campeonato brasileiro de futebol, disputado pelo Flamengo e Palmeiras.

A prisão deste grupo se deve a uma ação conjunta ente a polícia Civil e Militar do Amazonas. Chegou uma denúncia anônima ao comando da polícia, logo em seguida foram enviadas algumas viaturas para apurar o caso. Ao chegarem, constataram que haviam 5 bares clandestinos funcionando com as portas fechadas para DRIBLAR A FISCALIZAÇÃO.

capa oficial - “Sem Noção”, 63 pessoas foram presas assistindo jogo nos bares clandestinos em Manaus!

“Verificamos que hoje ocorreria outro jogo de futebol e montamos esta operação para averiguar. Após o jogo ser finalizado, realizamos a abordagem nos cinco bares e prendemos os donos e as pessoas que estavam no local, no total, 63 indivíduos”, informou o delegado Torquato Mozer, titular do 30º Distrito Integrado de Polícia.

Nos bares estavam sendo comercializadas bebidas alcóolicas, e todos com aglomeração. Conforme imagens divulgadas pela SSP-AM a maioria dos homens detidos estava sem máscara facial, item que é obrigatório o uso para se proteger contra o coronavírus.

Os presos foram encaminhados para a Delegacia-Geral, em Dom Pedro, Manaus, onde foram realizados procedimentos policiais. Todos devem assinar o TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) por descumprimento das medidas sanitárias preventivas e crime de desobediência.

Estes crimes são passíveis de multa estipulada por um juiz. Todos os detentos serão liberados para responder em liberdade pelos crimes.

63 pessoas, quase todas sem proteção, que provavelmente estão contaminados com o coronavírus e levarão o vírus para seus familiares.

Com informações: UOL

OUTRAS LEITURAS






Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.