Por: JCS

A Rússia registrou hoje oficialmente a primeira vacina contra o coronavírus, portanto, se tornou o primeiro país do mundo a ter e declarar uma vacina pronta para uso e combate da covid-19. Mesmo em meio à desconfiança mundial quanto aos resultados da fase III, a vacina é tida como eficaz no combate e pronta para a vacinação em massa.

Putin informou que uma de suas filhas já foi vacinada, inclusive voltou a dizer que a vacina passou por todos os testes necessários, se mostrando eficaz e oferecendo imunidade duradoura ao coronavírus. Entretanto, vários cientistas da comunidade médica internacional têm dito que se apressar em aprovar uma vacina antes de finalizar a longa fase de testes III, que chegam a durar meses e envolvem milhares de pessoas, pode ser um grande problema mundial.

Em reunião entre o governo russo, o presidente Putin deixou claro que a vacina passou pelos “testes adequados” e se mostrou segura para ser usada em larga escala. Autoridades do Ministério da Saúde informaram que os primeiros a receberem a vacina serão toda as equipes médicas, professores e os grupos de risco. A produção em larga escala da vacina deve começar em setembro e a aplicação em massa na população pode ser iniciada em outubro.

“Esta manhã, pela primeira vez no mundo, foi registrada uma vacina contra o novo coronavírus. Sei que é bastante eficaz, que dá uma imunidade duradoura”, afirmou Wladimir Putin.

Gostaria de repetir que passou em todos os testes necessários. O mais importante é garantir a segurança total do uso da vacina e sua eficácia”. Finalizou

Uma de suas filhas recebeu duas injeções da vacina e está se sentindo bem. “Ela participou do experimento”. Disse.

Com informações: UOL

 

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS