Por: JCS

O governo da Rússia informou nesta sexta-feira (7) que registrará em oficial a sua primeira vacina contra a covid-19 no dia (12), quarta-feira, conforme divulgações do Sputnik News, órgão de notícias russo. A nota foi noticiada pelo vice-ministro da Saúde, Oleg Friudnev. Caso isto aconteça, a Rússia será o primeiro país do mundo a ter uma vacina oficial contra os efeitos nocivos do coronavírus.

“No momento, o último e terceiro estágio está em andamento. Os ensaios são extremamente importantes. Temos que entender que a vacina deve ser segura. Profissionais de saúde e idosos serão os primeiros a serem vacinados”, afirmou Gridnev, conforme divulgações da Sputnik.

O ministro ainda disse que, a eficácia da vacina será totalmente avaliada e julgada assim que a população tiver desenvolvido a imunidade.

Esta vacina contra a covid-19 está na fase de testes clínicos finais, etapa III, e é desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia, de Moscou, em parceria com o Ministério da Defesa da Rússia.

A vacina também utiliza o mesmo princípio da vacina de Oxford, que está sendo amplamente testada no Brasil. Sua composição tem adenovírus, vírus que cria o resfriado comum, enfraquecido e pedaços do novo coronavírus, com o objetivo de fazer com que o organismo produza anticorpos. Esta é uma nova tecnologia e jamais foi utilizada anteriormente.

A agência Sputinik informa que, os testes desta vacina estão sendo realizados no Hospital Clínico Militar de Burdenko e na Universidade Médica Estatal Sechenov, de Moscou. O inicio dos testes foi em 18 de junho com 38 voluntários, sendo que todos eles desenvolveram imunidade.

Há conversar bem avançadas entre o governo russo e o governo paranaense para venda da tecnologia, com grandes possibilidades de compra.

Contudo, muitas dúvidas pairam no ar devido a falta de transparência nos resultados e a velocidade exagerada dos testes, assim, a comunidade médica científica levanta desconfianças quanto à eficácia deste imunizante. Reino Unido, EUA e Canadá acusam a Rússia de ter usado vários hackers para tentarem roubar os resultados das pesquisas sobre a vacina contra a covid-19, afinal o primeiro país a “inventar a vacina” vai lucrar muito, portanto, existem vários interesses financeiros em jogo para que a vacina seja logo aprovada.

Com informações: R7
Crédito Imagem: Pixabay

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS