Por: JCS

Milhares de compradores estão circulando pelas ruas do Brás usando incorretamente as máscaras ou sem elas na manhã desta segunda (21). Polícia tenta fazer interdições e controlar o fluxo.

As ruas do Brás, centro de São Paulo, viraram um verdadeiro formigueiro de pessoas buscando as compras, assim, registrou-se uma forte aglomeração de pessoas e grande congestionamento na manhã desta segunda-feira (21).

Centenas de vendedores ambulantes tomam conta das calçadas, disputando espaço para conseguir expor e vender suas mercadorias.

Assim, formou-se inúmeras filas de pessoas na porta dos estabelecimentos comerciais, onde notava-se pessoas que circulavam livremente sem máscara e outros fazendo uso errado delas.

O Brás, é um polo comercial muito forte, ali desembarcam centenas de ônibus de compradores vindos diversos locais do brasil para abastecerem seus comércios. Devido a essa grande procura, logo cedo os estacionamentos de ônibus já estavam lotados, os ônibus fazem o chamado “bate e volta”, chegam de madrugada com os compradores e voltam no começo da noite lotados de mercadorias.

frame 01 14 45.988 - Regiões comerciais do Brás, SP, enfrentam forte aglomeração, congestionamento e brigas de camelôs (vídeo)
Ruas do Brás têm movimentação intensa e aglomerações — Foto: Reprodução/TV Globo

Último final de semana antes do Natal

Devido à proximidade das festas de final de ano, o aumento de pessoas que querem comprar suas mercadorias é intenso, enorme e crescente.

Além dos lojistas que funcionam abertos durante 12h por dia, há a forte concorrência dos camelôs que ocupam o chão das calçadas, estendendo suas mercadorias para a livre comercialização.

1 12 - Regiões comerciais do Brás, SP, enfrentam forte aglomeração, congestionamento e brigas de camelôs (vídeo)
Faltando menos de uma semana para o natal, consumidores lotam a região de comércio popular do Brás, no Centro de São Paulo, neste sábado (19). — Foto: ROBERTO COSTA/ESTADÃO CONTEÚDO

Independente das orientações do governo estadual e da prefeitura, as pessoas acabam fazendo o que querem e da forma que querem, inclusive colocando em risco a suas vidas e a dos familiares que podem ser contaminadas por esse “ desrespeito às normas de segurança”, em nome do comércio e do consumo, boa parte das pessoas estão “abolindo o distanciamento social por conta e risco próprio”, e isto é muito perigoso.

Camelôs brigam com violência disputando espaço

Como se não bastasse os riscos de contaminação com a doença, no caso do Brás, a própria segurança física dos compradores fica arriscada, pela disputa selvagem dos camelôs por espaço nas calçadas para venderem, eles acabam usando de violência uns com os outros e se agredindo mutuamente, gerando insegurança e risco para quem quer fazer suas compras.

Veja o vídeo abaixo da briga generalizada dos camelôs no Brás dia 19/12.

 

Com informações: G1

OUTRAS LEITURAS






Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.