Por: Karen Fialho

A partir de hoje, deixo para trás tudo aquilo que já não precisa fazer mais parte da minha vida. Deixo os medos, as angústias, a rejeição e o abandono.

Querido Universo, é com esta mensagem que me despeço do meu passado. Sei que tudo o que vivi até hoje foi de extrema importância para o meu aprendizado. Ao longo desta jornada, percebi que fui mais forte do que jamais imaginei. Precisei aprender a lidar com as próprias sombras e reconhecer o valor delas, no entanto, sei que algo novo me espera e já não posso mais permanecer no caminho da indecisão. Meu propósito me espera.

A partir de hoje, deixo para trás tudo aquilo que já não precisa fazer mais parte da minha vida. Deixo os medos, as angústias, a rejeição e o abandono. Sei que, às vezes, visitarei este espaço, para ajudar alguém ou para ajudar a mim mesma, quando precisar.

É por isso que aproveito para perdoar tudo aquilo que me feriu: palavras, atitudes, falta de consideração.

Deixo para trás todos os pensamentos negativos, padrões repetitivos, falta de esperança, obsessões e dores da alma. Perdoo todas as situações e todos aqueles que cruzaram meu caminho e me feriram, de alguma forma. Reconheço também que não sou perfeito e também posso ter ferido, até mesmo sem ter me dado conta. É por isso que também me perdoo, perdoo-me por ter magoado alguém.

Eu me perdoo também por ter sido tão dura comigo mesma, e prometo cuidar de mim e me colocar em primeiro lugar. Eu me perdoo por ter me permitido permanecer em situações abusivas, por ter me dedicado tanto, até mesmo de maneira ingênua, e de não ter sido reconhecida. Perdoo a mim por ter esperado algo em troca, por ter esquecido da luz e do poder pessoal que habita em mim. Eu me perdoo por todas as vezes em que acreditei que a felicidade estava fora, por todas as vezes em que disse “sim” quando, na verdade, queria dizer “não”.

Perdoo a mim mesma por ter desejado que a vida fosse um conto de fadas e por ter ignorado a beleza da realidade, cheia de erros, acertos e aprendizados. Por fim, eu me perdoo ainda mais por ter escolhido, em alguns momentos, olhar apenas para o lado negativo, por tantas vezes ter escolhido viver na dor, em vez de focar no que é bom. No entanto, minha alma está preparada para aceitar a cura, estou de peito aberto para abraçar a vida.

Eu me amo. Eu mereço o meu melhor. A vida merece o meu melhor. Eu amo a vida e ela me ama. Sou abençoada, sou grata, sou feliz.

 

Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS