Por: JCS

Conforme pesquisa feita pelo senado brasileiro, 69% dos brasileiros dizem que quem escolher não tomar a vacina contra a covid e se infectar depois, deve pagar totalmente o tratamento.

Ultimamente se fala muito sobre se a pessoa pode ou não se recusar tomar a vacina contra a Covid-19, tanto que este é um assunto debatido nas esferas legislativas do poder público, ao mesmo tempo, surgem algumas dúvidas: O que fazer com a pessoa que se recusa a tomar a vacina, e se ela se infectar e transmitir o vírus para outras pessoas, quem deve arcar com os custos?

Uma recente pesquisa de opinião pública encomendada pelo Senado Nacional e realizada pelo Instituto Data Senado, tinha o objetivo de saber o que o brasileiro pensa sobre o direito das pessoas escolherem de serem vacinados ou não contra a Covid-19 e se a pessoa que escolher não tomar a vacina deve ou não ser punida.

Veja abaixo o resultado das apurações:

• 69% disseram que a pessoa que escolher não tomar a vacina contra a Covid-19 e depois se INFECTAR, deve custear o tratamento médico com dinheiro do próprio bolso.
• 25% disseram que o paciente que recusou não tomar a vacina contra Covid-19 não deve pagar por seu tratamento.
• 6% não souberam ou não responderam

A mesma pesquisa feita com uma segunda resposta, apurou que:

• 50% disseram que o brasileiro que escolhesse não ser vacinado deve receber punições como multa.
• 46% disseram que não deve ser multado
• 4% disseram que não sabiam ou não responderam

A pesquisa foi realizada por telefone, com 2.400 brasileiros com idades de 16 anos ou mais, foi apurada de 24 de novembro a 3 de dezembro, com proporções iguais e divididas conforme a população de cada estado.

Com informações: Epoca
Foto: Pixaby

 

OUTRAS LEITURAS






Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.