Por: JCS

Uma pesquisa da Fundação Canadense de Saúde do Homem (FCSH), revelou que 60% dos pais canadenses afirmaram que se aproximaram mais de seus filhos devido ao isolamento da quarentena. Conforme Artigo, a publicação feita pelos pesquisadores apontou que, em depoimentos de 1000 homens que foram entrevistados, foi notado que houve mudanças positivas na vida familiar por causa do isolamento social.

A apuração da pesquisa indicou que: 40% dos homens participantes revelaram que o isolamento imposto pela pandemia, devido à covid-19, melhorou o relacionamento com os filhos, mais de 50% dos homens também disseram que ficaram bem mais conscientes do quanto eles são importantes na vida dos filhos. “ Descobrimos que, para muitos, houve uma redescoberta da relação com os filhos”, disse em nota Wayne Ctrick, presidente da FCSH. “Alguns deles falaram quase em termos de se apaixonar por seus filhos como se os estivessem vendo pela primeira vez”.

A quarentena teve seus lados negativos e positivos, dentre os pontos positivos os pais disseram que tiveram bem mais tempo para o convívio com seus filhos. A grande maioria afirmou que fizeram muitas refeições com a família, brincaram com os filhos em meio às rotinas do dia e tiveram tempo para os aconselharem, dando apoio seguido de orientações bem próximas deles. 50% dos entrevistados afirmou que este período permitiu que eles se envolvessem bem mais na vida dos filhos.

“Se a quarentena causada pela covid-19 acelerar o envolvimento dos pais na criação dos filhos, isso pode ser um benefício duradouro dessa trágica crise de saúde pública”, afirmou, em comunicado, Larry Goldenberg, representante da FCSH.

Com informações: Revista Crescer
Crédito Imagens: Eberhartmark – Pixabay

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS