As oficiais embarcarão no porta-aviões INS Vikramaditya e no petroleiro INS Shakti. Elas estão fazendo história.

Incrivelmente, levou cerca de 23 anos para a Marinha indiana decidir incluir oficiais mulheres na tripulação de seus navios de guerra e, embora sejam apenas quatro, elas estão fazendo história.

“ Quatro oficiais da marinha indiana foram recentemente despachados para navios de guerra . Duas delas estão no porta-aviões INS Vikramaditya, enquanto outras duas estão no navio-tanque INS Shakti ”, disse um porta-voz da Marinha à ANI na segunda-feira, 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

1 1 1 - Pela primeira vez em 23 anos, a Marinha da Índia envia quatro mulheres para navios de guerra!

Foi apenas em 1998 que as mulheres puderam entrar nos navios de guerra da Marinha da Índia, porém a situação mudou quando começaram a surgir problemas logísticos, segundo o India Times.

Hoje, em 2021, o panorama finalmente mudou e as mulheres aos poucos voltam a assumir o comando e demonstram que são iguais ou mais capazes do que os homens para realizar as mesmas tarefas com perfeição, e poderão demonstrar isso em ambos os navios ao que foram atribuídos: o porta-aviões INS Vikramaditya e o petroleiro INS Shakti.

capa oficial - Pela primeira vez em 23 anos, a Marinha da Índia envia quatro mulheres para navios de guerra!

As duas oficiais designadas para o INS Shakti, que dividirá a tripulação com um médico, disseram que “trabalhamos ombro a ombro com nossos colegas homens”.

2 10 - Pela primeira vez em 23 anos, a Marinha da Índia envia quatro mulheres para navios de guerra!
INS Shakti / wikipedia
3 10 - Pela primeira vez em 23 anos, a Marinha da Índia envia quatro mulheres para navios de guerra!
NS Vikramaditya / wikipedia

INS Vikramaditya / wikipedia
De acordo com as informações tratadas, há algum tempo a Marinha da Índia já havia começado a construção de cabines e banheiros separados para as oficiais que logo entrarão nas tripulações dos navios de guerra.

Embora não seja a única boa notícia. A oficial Karabi Gogoi também foi recentemente destacada como a primeira mulher agregada à defesa no exterior, que cumprirá suas obrigações navais na cidade de Moscou.

 

Traduzido e adaptado de: UPSOCL

OUTRAS LEITURAS






Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.