Por: JCS

Conforme a OMS, em Genebra, a vacina que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com os Laboratórios da AstraZeneca e testada em larga escala no Brasil, é a melhor candidata entre as concorrentes e a “mais avançada” do mundo (quando ao desenvolvimento), portanto, ela é a que lidera a corrida para ser a imunizante contra a Covid-19.

A vacina é chamada de ChAdOx1 nCoV-19, além do Brasil, está sendo testada também na África do Sul depois de vários testes que foram muito bem-sucedidos no Reino Unido.

Estas afirmações foram feitas por Soumya Swaminatha, cientista-chefe da OMS. Disse ainda que a pesquisa da Moderna, empresa americana, está com o desempenho muito próximo da Oxford, não ficando muito atrás. Atualmente estão sendo testadas, pelo mundo, em larga escala, “mais de 200 vacinas” candidatas à imunização do coronavírus Sars-CoV-2, destas, 15 já entraram na fase clínica. A OMS tem intensificado os contatos com diversas fábricas chinesas para acompanhar de perto o desenvolvimento dos trabalhos e o desempenho das pesquisas.

Realmente uma guerra em pesquisas está sendo declarada ao coronavírus, tanto que Swaminathan afirma que para que se desenvolvam os testes, vacinas e todos os tratamentos para a Covid-19, serão necessários gastos aproximados de US$31,3 bilhões (Aproximadamente R$ 171 bilhões).

Conforme a OMS, caso a vacina tenha sucesso absoluto, as doses estarão disponíveis para os pacientes entre dezembro-2020 e janeiro 2021.

 

Com informações: O Globo

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS