Fonte: Sonoticiaboa

O nascimento de três filhotes de arara-azul-grande – ou arara azul como é conhecida – é a esperança para a espécie, considerada em extinção. “Essa ave está atualmente ameaçada de extinção devido à caça, ao comércio clandestino e à degradação em seu habitat natural por conta do desmatamento”, diz a WWF.

Duas delas nasceram no Brasil no apagar das luzes de 2018. Uma terceira nasceu em fevereiro em um cativeiro do Paraguai.

As brasileiras nasceram no zoológico de Poços de Caldas, em Minas Gerais. Uma deles é saudável a outra teve problemas de formação e precisou de tratamentos. (vídeo abaixo)

“Nós estamos muito felizes, comemorando o nascimento dos dois filhotes”, disse Letícia de Carvalho, diretora técnica do zoo das aves de Poços de Caldas.

Arara azul close e1556112772110 - Novos filhotes de arara azul nascem e salvam espécie da extinção
Arara azul – Foto: ilusionviajera

Paraguai

Já o nascimento da arara azul paraguaia foi anunciado pela agência de notícias do Paraguai “Ultima Hora”.

A agência contou que a ave nasceu em cativeiro na oficina de aves da ONG “Associação de Ornitófilos e Aliados na cidade de Luque, no Paraguai.

O responsável pela oficina de aves, Gustavo Espínola, disse que o filhote já mostra suas penas azuis iniciais e está em ótimo estado de saúde.

“Como este belo pássaro, há muitas espécies em perigo de desaparecer e nós temos que dar o grande passo, contribuindo para tentar preservar a beleza natural que nos rodeia”, disse.

A arara azul chegou a ser declarada extinta em 2018 por motivos desumanos, como tráfico e comércio ilegal dessas aves.

Veja como foi o nascimento das araras azuis brasileiras:


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS