Por: JCS

Nova Zelândia diz que VENCEU a batalha contra a Covid-19

A jovem ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, informou que o país dominou e venceu a batalha contra a Covid-19, a prova disto é que o país tem registrado pouquíssimos casos de infecções.

Uma notícia que todas as pessoas sonham em ouvir hoje é: “Vencemos a Covid-19”, uma vez que cada país sofre com inúmeras mortes por conta da brutal e letal epidemia. O que para a maioria é um SONHO distante, para os habitantes da Nova Zelândia é uma realidade, e olha que eles não têm vacina ainda.

A primeira ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, em entrevista aos jornalistas em Wellington, disse: “Vencemos a batalha contra a Covid-19” e “Nâo há grandes infecções locais na Nova Zelândia. VENCEMOS A BATALHA”, ela afirma ainda estar otimista de que o país continuará trilhando o caminho da vitória.

Qual o remédio que eles usaram para alcançar essa vitória? Trabalho sério e obediência às normas de quarentena: “Para conseguir isso, precisamos rastrear os casos mais recentes. É como procurar uma agulha no palheiro”, eles agiram rápido e tomaram as atitudes acertadas, informou. Em 11 de maio voltarão a reavaliar se as restrições serão reduzidas ou não.

A Nova Zelândia tem sido reconhecida internacionalmente pela eficácia e controle da covid-19, as nações têm elogiado muito este trabalho exemplar contra a pandemia, o país tem uma média de 5 milhões de habitantes, para se ter uma ideia da eficácia na pandemia, domingo (26) o país registrou apenas um novo caso de infecção.

O país registrou em 01/05/2020, 1479 casos de infecções, 1252 curados  e 19 óbitos, conforme painel de controle da covid-19 da Universidade Johns Hopikins.

Com tamanho sucesso no controle da pandemia eles estão liberando as atividades comerciais progressivamente e avaliando os impactos, pois o objetivo é proteger a saúde de seus habitantes.

Com informações: JN

Imagens: Youtube

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS