Por: Kassia Luana

Deixe que os invejosos alimentem a própria tristeza sozinhos. Siga o seu percurso!

Recentemente, vi uma matéria sobre a Jennifer Lopez. A cantora passou dos 50 anos e tem uma aparência supersaudável e conservada. Particularmente, eu a considero muito mais bonita agora que há 20 anos. O título da matéria enfatizava sua beleza; o texto, sua exaustiva rotina de cuidados com a saúde. Mas estamos na era das redes sociais e algumas pessoas não abrem a matéria.

Nos comentários, mulheres com frases do tipo: “Isso é porque tem dinheiro”, “se eu tivesse dinheiro, seria assim também”… Não sei vocês mas, para mim, esses comentários soaram como pura inveja e justificativa para se manter na pavorosa zona de conforto.

Há alguns anos, sempre que encontro algo sobre a Jennifer, leio. Gosto da forma como ela construiu uma carreira sólida e diversificada, superou relacionamentos conturbados, cria os filhos e não desistiu do amor. Mas, voltando ao fator aparência, gancho deste artigo, encontrei algumas coisas interessantes sobre a rotina de beleza dela:

  • Dormir de 7 a 8 horas por noite.
  • Não consumir cafeína.
  • Não consumir bebida alcoólica
  • Rigidez nos horários da alimentação.
  • Exercícios físicos diários (e intensos)
  • Beber muita água.
  • Uso de protetor solar.
  • Priorizar alimentos frescos e saudáveis (sem açúcar ou sal).
  • Massagens faciais e limpeza frequente da pele.
  • Meditação duas vezes ao dia (média de 20 minutos).

Até onde sei, tudo isso custa muito pouco ou nada. E o que custa algo pode ser encontrado facilmente na internet, onde existem milhares de tutoriais. É óbvio que ser acompanhada pelos melhores profissionais norte-americanos facilita muito. Também não duvido de que ela tenha feito alguma intervenção ou procedimento estético. E qual o problema? Mas você acredita mesmo que sem disciplina com a lista acima ela teria aquele corpo?

Muitas pessoas não fazem esforço para alcançar seus objetivos e tudo o que lhes resta é invejar as conquistas alheias (e, às vezes, até tentar sabotá-las).

Se o vizinho passa no vestibular, foi sorte. Se alguém consegue um emprego melhor, tinha um “pistolão”. Se a amiga tem um relacionamento feliz, deve estar escondendo alguma coisa. Se o colega consegue uma promoção, puxou o saco do chefe. Se passa uma mulher com um carro importado, deve ser prostituta. Se alguém faz uma doação, é para aparecer ou “poderia ter feito mais”…

Aquele tipo que não faz absolutamente nada para sair do lugar, que sempre encontra um problema para cada solução. Tenho certeza de que você conhece alguém assim.

Essa pessoa está apenas justificando sua falta de caráter, disciplina, coragem, autoestima, perseverança, foco e objetivos concretos. Não é nada pessoal contra você ou com o corpo de Jennifer Lopez, o dinheiro do vizinho, a conquista do colega de trabalho… O problema está nela e só ela pode resolver.

Por essa razão, não se importe com as críticas de quem nunca construiu nada. Siga seu caminho. Pare de colocar dificuldade no próprio percurso. Guarde comentários maldosos para você mesmo. Analise melhor seus pensamentos e sentimentos.

Se você deseja mesmo algo, encontre um meio, dê o seu melhor e conquiste-o! Pare de tentar justificar suas falhas. Reconheça sua limitações e siga em frente com o que pode.

A inveja adoece o corpo e a alma. Não seja esta pessoa!

Muito obrigada!

Namastê!

 


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS