Vivemos, no mundo todo, um seríssimo problema de falta de moradias. E enquanto os governos tentam criar políticas públicas para lidar com o problema, alguns cidadãos comuns tentam, à sua maneira, fazer a sua contribuição para resolver essa questão. Esse é o caso da boliviana Ingrid Vaca Diez, que se inspirou na ideia de construir casas com materiais reutilizados para por em prática uma ação social positiva e ajudar pessoas que não têm um teto.

A advogada fundou o projeto Casas de Botellas, que tem como foco reduzir a poluição plástica de maneira eficiente. Ingrid usa garrafas de vidro, plástico, cimento, cal, areia, sedimentos e resíduos orgânicos para construir essas casas.

2 - Mulher constrói casas com garrafas PET para famílias necessitadas

3 - Mulher constrói casas com garrafas PET para famílias necessitadas

No ano 2000, ela fez sua primeira casa, que mede 170 metros quadrados, com cerca de 36.000 garrafas PET. Agora, Ingrid diz que pode construir uma casa em apenas 20 dias, com a ajuda das pessoas a quem ela vai doar as casas. Até hoje ele ajudou a criar mais de 300 dessas casas.

5 - Mulher constrói casas com garrafas PET para famílias necessitadas

4 - Mulher constrói casas com garrafas PET para famílias necessitadas

O projeto Casas de Botellas tem ajudado pessoas na Argentina, México, Panamá, Uruguai e Bolívia. Logo Ingrid pretende construir casas no Brasil, já que segundo ela, a cultura de reciclagem de materiais é maior por aqui, o que facilita a coleta de garrafas plásticas. Não é a melhor notícia?!

Redação CONTI outra. Com informações de Nation


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS