Por: JCS

Mulher adotou as 4 filhas de sua melhor amiga que faleceu com câncer no cérebro

Em 2014, Elizabeth recebeu um triste diagnóstico médico, estava com câncer no cérebro, e o estágio era bem avançado, ou seja: estava se espalhando para os outros órgãos e o corpo todo.

Neste estágio o câncer é muito complicado, e as chances de cura são muito menores, sendo que os pacientes acabam por receber aqueles tratamentos paliativos, objetivando assim auxiliar na melhora da qualidade de vida ou, amenizar as dores que vão aparecendo.

1 - Mulher adotou as 4 filhas de sua melhor amiga que faleceu com câncer no cérebro
Foto: Reprodução

Foi nesse momento que Elizabeth passou a se preocupar muito com o futuro de suas filhas queridas, e era ela mesma que cuidada das meninas sozinha, pois se separou do pai delas e nem imaginava por onde ele andava ou estava.

Suas filhas eram: Lily, Ella, Samona e Tara, menores de idade, com idades de 05 a 12 anos, e nessa ocasião não tinha com quem pudesse contar, apenas com sua mãe.

Foi justamente nesse momento difícil e delicado que Laura, sua amiga, lhe fez uma promessa: se algo acontecer com você eu me comprometo em cuidar das suas filhas!

Em menos de um ano depois, infelizmente Elizabeth faleceu, e Laura fez todas as correrias para poder adotar judicialmente as filhas da amiga, conforme orientações jurídicas, ela conseguiu localizar o pai biológico das meninas que lhe cedeu a guarda, e assim ele nunca mais teve contato com a família.

Laura tinha 2 filhas com seu esposo Rico, Isabella e Grace de 12 e 13 anos, e, assim, agregaram-se mais quatro meninas à família.

A história correu por toda a comunidade onde eles residiam e comoveu a todos, e assim cada vizinho ajudava no que podiam, amigos e vizinhos prestaram ajuda financeira contribuindo para a adoção, o objetivo era ajudar para que nada faltasse para a família de Laura.

Fizeram uma vakinha na plataforma GoFundMe, e chegaram a arrecadar mais de US$ 32 mil para cobrir as despesas da família.

Com esta ajuda, eles reformaram a garagem da casa fazendo três cômodos novos, para poder dar mais conforto e espaço para as meninas.

Construíram um banheiro e dois quartos, e assim as meninas ficaram bem mais a vontade e com privacidade, e realmente o cantinho delas ficou muito acolhedor, recebendo o apelido carinhoso de “suíte Júnior”.

Quatro anos se passaram, a família já está bem adaptada às novas rotinas de suas membras novas, o laço de amizade aumentou entre todos e uma verdade foi aprendida por todos: Um lado forte de amizade não se quebra com o tempo, mesmo que se passe por situações das mais difíceis.

3 - Mulher adotou as 4 filhas de sua melhor amiga que faleceu com câncer no cérebro
Foto: Reprodução

Com informações: ndmais

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS