Faleceu na madrugada desta terça-feira, Iris Rezende (MDB), 87 anos, no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. O óbito foi confirmado pela assessoria de imprensa do político.

Desde 6 de agosto ele estava internado, tratando de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Logo em seguida foi transferido de Goiânia para São Paulo, pois precisava ser tratado pela cardiologista intensivista Ludhmila Hajjar. No sábado (06) teve que ser intubado por conta de uma infecção.

Em sua carreira política já ocupou mandatos de vereador, deputado, senador, prefeito e governador pelo estado de Goiás, sendo que no governo esteve em dois mandatos (1983-1986 e 1991-1994).

O corpo será velado no Palácio da Esmeraldas, na capital Goiânia. O enterro está previsto para as 17h desta terça-feira em Goiânia, cemitério Santana.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (Democratas), decretou luto oficial pela morte de Iris Rezende e disse:

“Deixou um dos maiores legados na política do Brasil”;

“Deixou escola, fez muitos discípulos, tem uma multidão de apaixonados que hoje sentem, choram a sua partida”;

O prefeito de Goiânia, Rogério da Cruz (Republicanos) decretou ponto facultativo e disse:

“A história de Iris Rezende se confunde à própria história de Goiânia, cidade que o acolheu e o alçou a alguns dos maiores cargos políticos do Brasil, com defesa incisiva ao desenvolvimento do centro-oeste, do estado de Goiás e da capital Goiânia”, “Nossa linda Goiânia deve muito ao trabalho de Iris”.

Com informações: UOL

OUTRAS LEITURAS






Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.