Por: JCS

Bruna Reis Figueiredo, Miss Campo Novo do Parecis, Mato Grosso, postou um vídeo nas redes sociais onde aparece dirigindo seu carro e ridicularizando um entregador de comida que andava de bike, o seu deboche e gargalhadas com o trabalhador, resultado de seu complexo de superioridade, provocou a perda de seu título de Miss.

Na postagem em seu perfil do Instagram, ela diz: “Tá ruim pra mim, tá ruim pra você, tá ruim até pro entregador. Não desmerecendo o trabalho do menino, mas é aí que você vê porque sua comida chega atrasada. A pessoa, além de estar de bicicleta, está em marcha lenta, não está conseguindo subir a ladeira”.

Justiça sendo feita!

A organização do concurso entendeu que o comportamento assumido por Bruna fere os princípios de uma miss e lamentou o vergonhoso fato. “A organização repudia qualquer atitude discriminatória ou que deprecie outro ser humano. Tal conduta não é condizente com a função assumida ao conquistar a coroa que ela representa”, aponta a nota.

Como o vídeo teve uma circulação enorme, Bruna veio a público tentando assumir o erro e pedir desculpas. “Tive a imaturidade de fazer um vídeo falando sobre a lentidão e sobre a demora nas entregas de Uber (…) Aquela brincadeira que em um minuto de deslize fazemos (sim, todos fazemos) e que infelizmente tem um peso atormentador”, disse.

Com Informações: CatracaLivre


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS