Por: JCS

A jovem atriz, Samara Felippo, 42 anos, e tem passado por um importante processo de autoconhecimento durantes os meses da quarentena e acha absurdo alguns padrões estéticos que a sociedade impõe às mulheres. Oras, durante os “angustiantes” dias da quarentena ela resolveu não pintar seus cabelos e deixar seus fios brancos à vista, como uma forma de assumir a naturalidade dos cabelos brancos, mas sua atitude lhe rendeu muitas críticas bem ácidas. (veja o vídeo do depoimento dela abaixo)

Em sua conta do Instagram ela gravou um vídeo, abrindo o seu coração sobre o assunto, assumindo seus fios brancos com muito orgulho e opinou sobre os comentários negativos.

“Eu preferi pegar já o meu grisalho, que estava bastante crescido desde o início da quarentena, que eu resolvi não pintar. Na verdade, foi mais um ato de rebeldia com a sociedade que é tão opressora com relação ao envelhecimento da mulher mesmo, não só a isso, mas ao corpo, ao cabelo, qualquer tipo de atitude que a gente queira tomar, as rédeas, e enfrentar isso“, e desabafou sobre o que as outras pessoas comentaram.

“Recebi algumas mensagens durante a quarentena do tipo ‘pinta esse cabelo’, ‘você está parecendo uma velha’, ‘está relaxada’, e o cara é sempre maduro, o homem grisalho é maduro, é charmoso. Para enfrentar isso, eu falei: ‘quer saber? Eu vou deixar crescer’. E foi uma libertação, para mim, muito grande. Eu espero que sirva de inspiração e, lembrando para as mulheres que querem entrar nessa transição que cada uma, mesmo, tem o seu processo”.

Captura de Tela 538 - “Me chamaram de velha e relaxada” lamenta Samara Felippo após assumir seus cabelos brancos
Foto: montagem youtube

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS