Por: JCS

Evneny Anisimov conta que, o dia mais feliz em sua vida foi quando viu seu filho Misha nascer. As coisas iam muito bem em seu casamento e sua vida, foi então que veio um diagnóstico médico. O seu filho tem síndrome de Down.

Esta notícia fez com que sua cabeça girasse a mil, várias emoções tomaram conta de meus sentimentos, e principalmente do casal, foi quando ele percebeu que sua esposa tinha a intenção de entregar o bebê para adoção, foi naquele momento que ele resolveu ser um “pai solo”.

1 8 - Mãe pretendia dar bebê com Síndrome de Down para adoção, pai decidiu cria-lo sozinho.
Crédito imagem: Arquivo Pessoal/Instagram

Uma notícia como estas pega qualquer um de surpresa, revela também que ninguém está preparado para ouvir este diagnóstico médico. Pois os pais acabam pensando como será a vida do filho, se terão problemas e dificuldades, é difícil não ver a situação por um ângulo negativo.

Evneny tratou de pesquisar muito na internet sobre Down, e percebeu que Misha poderia ter uma vida normal, se matricular na escola, ter seus amiguinhos e conseguir um emprego no futuro. Por mais amedrontador que lhe fosse imaginar o futuro, ele assumiu a responsabilidade de criar de sua criança sozinho.

2 8 - Mãe pretendia dar bebê com Síndrome de Down para adoção, pai decidiu cria-lo sozinho.
Crédito imagem: Arquivo Pessoal/Instagram

Ele conta que nunca imaginou em se desfazer de seu filho, mas, infelizmente, sua esposa imaginando as dificuldades, decidiu que entregaria o filho para um lar adotivo. Ele fez de tudo para a convencer, mas percebeu que não conseguiria a fazer desistir, então tomou uma decisão prática: se divorciou e resolveu criar Misha sozinho.

3 5 - Mãe pretendia dar bebê com Síndrome de Down para adoção, pai decidiu cria-lo sozinho.
Crédito imagem: Arquivo Pessoal/Instagram

“Agora eu entendo que ela só estava com medo na hora, ela começou a agir de acordo com o cenário errado, mas a essa altura, já era tarde demais para recuar”, afirmou.

De lá para cá, Evgeny tem criado seu bebê sozinho. Só quem tem filhos pequenos em casa sabe o quanto é cansativo e desgastante essa tarefa, ele conta com a ajuda de sua mãe, que sempre aparece em sua casa para lhe ajudar nas tarefas caseiras.

4 4 - Mãe pretendia dar bebê com Síndrome de Down para adoção, pai decidiu cria-lo sozinho.
Crédito imagem: Arquivo Pessoal/Instagram

Ele cuida das tarefas rotineiras de casa, e também vive organizando muitas atividades para ajudar no desenvolvimento físico e mental de Misha. Para se ter uma ideia, desde os cinco meses o pequeno já tinha aulas de natação e de terapia da fala. Estes tratamentos são muito específicos e caros, para ajudar com estes custos Evgeny diz que muitas pessoas que estão à sua volta o ajudam, contribuindo com todas as despesas.

5 3 - Mãe pretendia dar bebê com Síndrome de Down para adoção, pai decidiu cria-lo sozinho.
Crédito imagem: Arquivo Pessoal/Instagram

Ele usa sua conta no Instagram para aumentar a conscientização sobre a síndrome de Down em todo o mundo, afinal, pela internet acabamos ajudando várias famílias que enfrentam estes mesmos desafios de criar um filho com necessidades especiais.

“Entendo que o futuro pode trazer mais desafios, mas espero que consigamos superar tudo”, disse.

Com essas atitudes precisamos rever nossas “definições” de PAIZÃO. Não acham?

6 2 - Mãe pretendia dar bebê com Síndrome de Down para adoção, pai decidiu cria-lo sozinho.
CrCrédito imagem: Arquivo Pessoal/Instagram 
7 2 - Mãe pretendia dar bebê com Síndrome de Down para adoção, pai decidiu cria-lo sozinho.
informações: Mypositiveoutlooks

 

Com informações: Mypositiveoutlooks

Imagens: Arquivo Pessoal Instagram

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS