Renata Ferreira Cardoso, tem 28 anos, mãe do pequeno menino Davi Lucca Ferreira, 4 anos, o menino morreu depois de levar uma picada de escorpião em Pires do Rio, sudeste de Goiás. A mãe relembra o quanto a criança era carinhosa e que sofre muito com a sua ausência.

Dói muito não vê-lo mais, não escutar todo dia ‘te amo, mamãe’, mas sei que está em um bom lugar ao lado de Deus. Peço para Deus me ajudar a superar mais essa barra e dar conforto ao meu coração”, disse Renata

Davi faleceu no sábado (17). A Vigilância Sanitária informou que o menino morreu após uma severa reação alérgica devido a uma picada de escorpião, contudo, a exata causa do falecimento será divulgada posteriormente, assim que o laudo médico for concluído.

“Lutou muito o meu guerreiro. Não é para qualquer um aguentar nove paradas cardíacas. Deus levou meu anjinho e, junto, meu coração”, lamentou a mãe.

1 1 - Mãe lamenta a morte de seu filho “Lutou muito meu guerreiro”
Foto: Renata Ferreira/Arquivo Pessoal

Internação médica

Conforme declarações da mãe, a criança acordou à noite vomitando e com fortes dores de cabeça. Foi então que resolveram leva-lo ao hospital, por conta dos sintomas, com glicemia de 390, o médico disse que estes sintomas são de pessoas que foram picadas por escorpião.

A mãe informou que o médico imediatamente passou uma injeção para cortar o vômito e a dor de cabeça, pois eram os principais sintomas apresentados pelo garotinho. Chegando em casa, o quadro clínico piorou ainda mais.

Ele vomitava sem parar, tipo uma secreção com espuma. Ele foi medicado e voltou para casa. Depois ele dormiu, mas estava muito gelado e delirando, falando coisas sem nexo. Então, voltamos para o hospital e o quadro se agravou”, disse a mãe.

Já de volta ao hospital de Pires de Rio, foi imediatamente transferido para a UTI, como o quadro clínico se agravava mais ainda, resolveram transferi-lo para o Hospital de Doenças Tropicais (HDT), em Goiânia. Infelizmente, ele teve várias paradas cardíacas durante o atendimento médico, já em Goiânia, a nona parada cardíaca foi fatal e ele não resistiu.

O Corpo do menino está sendo examinado em detalhes pelo Instituto Médico Legal (IML), que deverá indicar a causa real do falecimento. A mãe, até o momento, não deu maiores informações sobre o enterro.

Com informações: G1

OUTRAS LEITURAS






Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.