Por: JCS

“Você é linda”, “ seja extraordinária”, “orgulhe-se de você”. A professora Alessandra Teixeira é mãe de Thainá Teixeira, de 8 anos, e teve a ideia de mesmo distante se fazer presente na vida de sua filha e lhe proporcionar conforto emocional, para tanto, ela resolveu colar frases de apoio e incentivo nos lápis de cor, dizendo o quanto ela é importante.

Alessandra, de 35 anos, se inspirou em um post de uma página de educação do Facebook e resolveu colocar na prática imediatamente.

“Enquanto a Naná fazia a lição na mesa da cozinha, eu me sentei no sofá e comecei a escrever frases como ‘Deus tem lindos planos para você’, ‘você é linda’ e ‘ame e respeite a sua professora’. Algumas eu copiei da própria publicação, outras fui criando de acordo com os valores que procuro ensinar à Naná. Digo a ela que fiz os bilhetes porque ela merece esse carinho”, disse.

Ela disse que mesmo sua filha sendo bem espertinha, “Naná” faz corpo mole quando tem que fazer as tarefas da escola, os bilhetinhos são uma forma de motivá-la. “Percebo que ela está mais caprichosa e amo vê- la lendo as frases enquanto faz a lição”.

Matriculada no 3º ano do ensino fundamental Thainá disse que “se sentiu amada” com o carinho e a simplicidade de atitude de sua mãe.

“Na hora eu já falei para a minha mãe que eu amava muito ela e agradeci muito. A minha sensação foi ótima, o carinho da minha mãe foi para que, quando eu estivesse longe, ela quis que eu sentisse que ela estivesse perto”, disse.

whatsapp image 2019 03 24 at 22.45.11 - Mãe escreve frases motivacionais nos lápis de cor da filha para a incentivar no estudo: “Você é linda”

 

Relação de cumplicidade

Alessandra disse que: o relacionamento com a filha reflete o próprio relacionamento que ela teve com sua mãe, que faleceu quando ela tinha 19 anos.

“Tem muita cumplicidade e amor envolvidos, mas tem muito respeito também de ambas as partes. Embora a Naná só tenha 8 anos, a gente já passou por muita coisa juntas, o que fortaleceu esse vínculo que temos. Costumo dizer que ela é o meu ‘chicletinho’ e eu adoro esse grude”, conta.

A atitude dela é para despertar em Thainá a consciência de que ela não pode estar com a filha em todos os momentos e lugares.

“Eu dou todo o amor que posso, mas também dou autonomia. Procuro ter qualidade no tempo que passamos juntas, procuro orientá-la para que seja uma pessoa ímpar e transmito a ela todo o amor que me foi dado.”

Além da pequena Thainá, Alessandra tem um enteado, Victor, de 10 anos. Mesmo sendo reservado e tímido, ele se animou por sua madrasta se oferecer para pintar seus lápis também.

“Fiquei muito feliz com a reação dele. Antes ele vivia com a avó, mas temos uma relação maravilhosa e eu acredito que os lápis são mais uma forma de demonstrar todo o carinho que eu sinto por ele”, concluiu.

Assista ao vídeo:

Com informações G1


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS