Por: JCS

Londres decidiu aumentar o nível de restrições, a partir do dia 16, visando diminuir a quantidade de transmissões de coronavírus antes do Natal

Matt Hancock, ministro da Saúde do Reino Unido, declarou que a partir do dia 14 Londres passará para a fase de “Risco Muito Alto” por conta da explosão de novos casos de Covid-19. O governo vai adotar novas medidas de restrições na região a partida das 0:01h de quarta-feira (16).

“Sei que é uma notícia difícil e que para os negócios afetados será um golpe considerável, mas isso é absolutamente essencial”, justificou Hancock durante uma sessão do Parlamento.

capa oficial - Londres fechará os bares, restaurantes e museus para frear contaminações de Covid-19
Para lidar com a pandemia o Governo Britânico tem três fases de alertas.
Com este anúncio, a maior e mais populosa cidade do país passará para a fase 3 –“Risco Muito Alto”. Com o aumento de casos da segunda onda, Londres está na fase 2, de “Alto Risco”.

Querendo “preservar a vida dos cidadãos” este nível 3 indica o fechamento de hotéis, bares, restaurantes, centros culturais, cinemas, teatros e museus. Atualmente, o Reino Unido é o 8º país do mundo com o maior número de casos confirmados de infecção da Covid-19, totalizando mais de 1,8 milhões de casos registrados.

Juntamente com Londres, as cidades de Essex e Hertfordshire entrarão na fase 3 de alerta, que conforme as autoridades de saúde, proíbem:

• Reuniões em espaços fechados entre pessoas que não sejam da mesma família
• Reuniões com mais de 6 pessoas em espaços abertos
• Atendimento de bares e restaurantes – que podem operar com delivery
• A hospedagem em hotéis, pousadas e albergues
• Exercícios em grupo em lugares fechados, como ginástica e dança
• Reuniões em igrejas – que permanecem abertas para visitas individuais ou em grupos familiares

Nova mutação do vírus

O ministro revelou que pesquisadores do Reino Unido encontraram uma variação do coronavírus no sul da Inglaterra, que “estaria se propagando mais rápido” que as anteriores.

“Devo enfatizar que atualmente não há nada que indique que a variante seja mais provável de causar doenças graves, e o conselho clínico mais recente é que é altamente improvável que uma vacina falha em proteger contra essa mutação”, declarou Hancock.

Início da vacinação em massa

O Reino Unido iniciou a vacinação da população na semana passada com a vacina desenvolvida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech.

Os profissionais da saúde que atual na linha de frente do combate da epidemia, estão sendo vacinados em primeiro lugar, depois serão os idosos e pessoas que vivem em casas de repouso, incluindo os funcionários.

ap20326539328925 - Londres fechará os bares, restaurantes e museus para frear contaminações de Covid-19
Ciclistas pedalam na Rua Oxford, em Londres, em meio a lojas fechadas pelo bloqueio total para conter a disseminação do novo coronavírus, no sábado (21). — Foto: Dominic Lipinski/PA via AP/Arquivo

Com informações: Portal G1

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS