Por: JCS

Jon Steingard, cantor gospel, anuncia nas redes sociais que não acredita mais em Deus.

A crise de identidade chegou ao cantor gospel Jon Steingard, no meio de uma carreira musical evangélica, chegou à conclusão que não acredita em Deus.

Jon Steingard que lidera a banda “Gospel” ou “Evangélica” Hawk Nelson, deixou todos os fâs de sua banda perplexos ao declarar que não acredita mais em Deus. Ele andou muito pensativo nos últimos meses, mesmo sendo filho de pastor, foi às redes sociais para fazer um grande e sincero desabafo.

“Este não é um post que eu pensei que iria escrever, mas agora sinto que realmente preciso. Tenho pensado em dizer isso publicamente e, em caso afirmativo, e é muito importante que faça isso. Então, aqui vai.

Depois de crescer em um lar cristão, ser filho de pastor, tocar e cantar em uma banda cristã, e ter a palavra “cristão” na frente da maioria das coisas da minha vida – agora estou descobrindo que não acredito mais em Deus.

As últimas poucas palavras dessa frase foram difíceis de escrever. Ainda me sinto querendo suavizar essa afirmação, redigindo-a de maneira diferente ou menos específica – mas não seria tão verdade.

O processo de chegar a essa frase já dura vários anos. Isso não aconteceu da noite para o dia ou de repente. Foi mais como puxar os fios de um suéter e um dia descobrir que não havia mais suéter.

Eu tenho pavor de ser honesto sobre isso publicamente há algum tempo, por causa de tudo o que eu pensei que iria perder. Ainda estou com medo, mas estou escrevendo sobre isso agora por alguns motivos.

Em primeiro lugar, simplesmente não posso mais evitá-lo. Processar isso silenciosamente parecia certo quando eu simplesmente tinha dúvidas, mas depois que elas se solidificaram em um genuíno ponto de vista, começou a parecer desonesto não falar sobre isso.” finalizou.

Veja a sua publicação na íntegra:

 

Imagens: Instagram

 

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS