Essa solução usa energia solar e reduz sensivelmente a poluição causada ao meio ambiente por plásticos usados e pneus, além de transformar e melhorar a qualidade da mobilidade urbana.

Em todo o mundo, viajar de trem é uma forma de transporte incrivelmente popular. Na melhor das hipóteses, pegar o trem pode ser uma maneira prática, relaxante e gentil de viajar, e muitos milhões de pessoas confiam nas ferrovias para levá-las ao trabalho todos os dias, principalmente as pessoas da Europa.

Na Itália, uma empresa procura desenvolver uma versão mais sustentável de uma infraestrutura que é crucial para o bom funcionamento das ferrovias no país.

A Greenrail, com sede em Milão, desenvolveu uma tecnologia que permite a fabricação de dormentes ferroviários com “matérias-primas secundárias”.

italia esta transformando pneus velhos em trilhos sustentaveis 2 - Itália transforma pneus usados em dormentes e trilhos sustentáveis para produção de energia limpa
Foto: Reprodução

Os dormentes Greenrail são dormentes ferroviários que têm as mesmas características mecânicas que os dormentes tradicionais de concreto armado, que representam o padrão no mercado atual”, Giovanni de Lisi, CEO da empresa, disse à CNBC “Sustainable Energy”.

“Eles são feitos principalmente de plástico reciclado: plástico urbano e pneus velhos reciclados”, acrescentou De Lisi.

Ele afirmou ainda que cada quilômetro de linha ferroviária fabricado pela Greenrail permitia a reciclagem de 35 toneladas de plástico e pneus usados.

A empresa também diz que um trilho da Greenail pode incorporar painéis fotovoltaicos para permitir a captação de energia solar. “A idéia do Greenrail Solar nasceu da vontade de transformar as infraestruturas ferroviárias de infraestruturas passivas em infraestruturas ativas”, acrescentou de Lisi.

“Os trilhos da ferrovia são expostos ao sol 90% das vezes – daí vem a ideia de coletar energia solar e transformá-la em eletricidade”, acrescentou.

O Ceo da Greenrail, Firas Bunni, disse à CNBC que, para cada quilômetro de trilhos solares, uma quantidade estimada de 30 a 35 megawatts / hora por ano de energia pode ser produzida, o suficiente para atender às necessidades médias de 10 casas italianas anualmente.

Assim sendo, com esta brilhante iniciativa, o meio ambiente sairá ganhando e muito, pois os resíduos plásticos e borrachas de pneus descartados serão reduzidos e reciclados no país. Com esta inovação tecnológica teremos a criação de energia limpa, progressos que ajudarão a termos um mundo bem mais sustentável.

Texto traduzido e adaptado de CNBC

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS