Por: JCS

Um fato tem gerado muita revolta nos moradores de Passo Fundo, Rio Grande do Sul. Um adolescente de 12 anos “furou a fila” da vacina contra a covid-19 e conseguiu se vacinar em um asilo para idosos, ele usou o documento de um idoso que já havia falecido.

A fraude só foi revelada no momento do registro da vacinação, pois o sistema da prefeitura detectou que o idoso já havia falecido. Logo em seguida o caso foi encaminhado à Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA) e repassado à 2ª Delegacia de Polícia, que está investigando mais um caso do “bloco fura-fila”.

Testemunhas relataram que, o adolescente foi vacinado após utilizar os dados cadastrais do cartão do SUS e número de CPF de um idoso que morou no asilo até morrer. Este adolescente é filho de uma senhora que foi a responsável pela confirmação de identificação dos funcionários e idosos que receberam as doses da vacina.

capa oficial - “Fura-Fila”: Adolescente “espertinho” se vacinou contra a Covid-19 no lugar de um idoso falecido!

A mamãe do jovem infrator, que arranjou todo o caso, e que tinha informações privilegiadas, era a responsável por encaminhar à equipe de vacinação, ligada à Vigilância em Saúde do Município, a listagem com os nomes, funções e CPfs de todas as pessoas que estavam no asilo.

A polícia procura saber se, no ato da vacinação, o adolescente estava disfarçado com o uniforme dos funcionários e se utilizava máscara, fatores que dificultariam a identificação. Apesar que qualquer enfermeiro saberia distinguir que o paciente era jovem demais, o que leva a entender que, provavelmente, a pessoa que aplicou a injeção, fez vistas grossas ao adolescente.

Com informações: Isto É
Foto: Reprodução/Pixabay

OUTRAS LEITURAS



Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS