Por: Dr. Rondó

É incrível como a cada dia que passa se descobrem tratamentos e utilidades que estavam ocultos na natureza. É o caso da folha de graviola, que mostrou bons resultados com relação às dores da fibromialgia.

A pesquisa foi feita pelo departamento de farmacologia da Universidade de Sevilha, na Espanha. O estudo foi realizado em ratos, que receberam um extrato aquoso feito com as folhas da árvore Annona muricata L., cujo fruto é a graviola.

Além do alívio das dores, os pesquisadores acreditam que o composto natural pode também reduzir sintomas como depressão e ansiedade, que geralmente estão ligados aos casos de fibromialgia.

Os próximos testes devem ser feitos em humanos, buscando a dose ideal para obter os mesmos resultados nesses pacientes que tanto necessitam de ajuda.

Graviola: uma velha conhecida

Natural da Amazônia, a graviola já é conhecida pelos habitantes da região por suas propriedades medicinais. Alguns estudos já demonstraram que a graviola pode atacar células cancerígenas.

Os resultados mostravam que esse tratamento natural era tão ou mais eficaz que algumas das drogas químicas geralmente usadas para essa finalidade. Algo realmente incrível se tratando de uma planta.

Outras dicas contra os sintomas da fibromialgia

Agora, voltando à fibromialgia, há outras dicas que podem ajudar se você também sofre com os sintomas dessa doença, como:

1. Eliminar alergia alimentar: muitas pessoas com fibromialgia apresentam alergia alimentar e têm redução dos seus sintomas pela eliminação desses alimentos, como, por exemplo: milho, trigo, laticínios, cítricos, soja e nozes.

2. Identificar o seu tipo metabólico: alimentando-se de acordo com o seu tipo metabólico, você promoverá uma considerável melhora da fibromialgia.

3. Melhorar a ecologia intestinal: existe uma correlação direta entre fibromialgia e crescimento de fungos (cândida) no trato digestivo. Os pacientes com essa patologia melhoram sensivelmente quando seguem uma alimentação anticândida, com o uso de probióticos, por exemplo.

4. Hormônio tireoidiano: um dos componentes da fibromialgia é a disfunção da tireoide e segundo as pesquisas do Dr. John Lowe, especialista em tireoide, pode ser o hormônio tireoidiano o elemento que falta na abordagem terapêutica da fibromialgia e que frequentemente é ignorado.

5. Fazer exercícios: estudos mostram que a combinação de exercício aeróbico e alongamentos podem melhorar, e muito, os sintomas de fibromialgia.

6. Acupuntura: estudos têm mostrado que acupuntura age nos pontos de alívio de dor, cortando o fluxo sanguíneo nas áreas do cérebro responsáveis por esse sentimento, em segundos.

7. Vitamina D: aumentando os níveis de vitamina D você pode tratar, prevenir e até mesmo reverter uma quantidade enorme de doenças, inclusive fibromialgia, segundo o Dr. Michael F. Holick, autor de um livro sobre os benefícios da vitamina D.

8. Eliminar metais tóxicos: estamos absorvendo diariamente, seja pela água, pelo ar e por alimentos uma grande quantidade de metais tóxicos que podem induzir, gerar ou simular doenças. Muitas vezes, a sua desintoxicação promove a redução ou reversão do quadro clinico da fibromialgia.

9. Terapias nutricionais, contendo vitaminas do complexo B, C, magnésio e cálcio, que trazem melhoras importantes para os pacientes com fibromialgia.

10. Lítio: os sintomas de fibromialgia têm melhora significativa quando se associa lítio ao tratamento. Vale destacar que não há nenhum problema em associá-lo à medicação de tratamentos convencionais.

Agora, o mais importante: tanto no caso da folha de graviola quanto desses outros tratamentos, sempre é bom lembrar que você não deve se automedicar. Estas são informações importantes, muitas vezes bem recentes, que devem ser discutidas com o seu médico antes de qualquer decisão. Só ele conhece o seu caso e poderá indicar qual a melhor medida para você.


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS