Por: JCS

Pouco mais de um mês se passou da morte triste e dolorosa do ator Flávio Migliaccio e seu único filho, Marcelo Migliaccio, foi entrevistado sobre a morte do seu pai e fez algumas revelações sobre o que o ator pensava naqueles dias e como seus sentimentos estavam, inclusive, falou sobre o teor da última conversa que manteve com o patriarca, antes de seu falecimento.

Veja o teor de sua última conversa:

“Numa de nossas últimas conversas, eu tentava, mais uma vez em vão, motivar aquele homem cansado, desiludido com a avalanche fascista que toma conta do planeta. ‘O mundo está um lixo’, ele me disse. Dias depois, ou antes, não me lembro, ele me deu outra razão para justificar seu desejo de sair definitivamente de cena: ‘Já não escuto direito, minha vista está falhando, a memória também. Daqui para frente só vai piorar. Já vivi demais. Oitenta e cinco anos. Chega”, disse Flávio ao filho.

“Usei todos os argumentos, mas meu pai não queria mais jogar. Era uma decisão tomada, acho que muitos anos antes daquele domingo em que ele disse que daria uma caminhada pelo bairro e sumiu”.

Ao final da entrevista, Marcelo disse que soube entender e respeitou a escolha que o pai fez.

“A maioria das pessoas, como eu, respeitou a decisão dele. Houve até quem confessasse invejar sua coragem. Descendente de italianos e fã do cinema neorrealista, Flávio fez de sua morte um protesto.”

O Ator Flávio Migliaccio de 85 anos de idade, foi encontrado morto em seu sítio em Rio Bonito, RJ, na manhã do dia 04 de maio, quem o viu pela primeira fez foi o caseiro. Logo em seguida ele ligou para o filho do ator, Marcello Migliaccio e comunicou o triste fato.

Sabe-se que ao lado do corpo, o ator deixou uma carta escrito à mão que dizia:

flavio migliaccio carta despedida scaled - Filho de Flávio Migliaccio diz como foi a última conversa que teve com seu pai: “Cansado, desiludido”
Foto: Reprodução

“Me desculpem, mas não deu mais, a velhice neste país é o caos com tudo aqui, a humanidade não deu certo.
Eu tive a impressão que foram 85 anos jogados fora num país como este. E com esse tipo de gente que acabei encontrando.
Cuidem das crianças de hoje!

Flavio “

Com informações: Contigo

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS