Por: JCS

Natália Cristina dos Santos, de 16 anos, teve uma experiência surpreendente. Foi para o Twitter desabafar, em um post, dizendo da tristeza que seu pai estava de tentar vender salgadinhos em uma praça e não conseguir vender nada, e, sem imaginar o post viralizou gerando comoção e onda de pessoas querendo ajudar.

Ela disse que seu pai, Agrinaldo dos Santos, de 51 anos, não conseguiu vender nenhum salgadinho no primeiro dia do empreendimento na praça do Sossego, bairro Pantanal, em Duque de Caxias, RJ, e disse assim: “Hoje foi nosso primeiro dia na pracinha perto da nossa casa vendendo, e na foto de cima, é ele pensativo por não ter vendido nada”. Sem imaginar, em pouquíssimas horas o tuíte viralizou e ela e o pai ficaram conhecidos no Brasil e fora do país.

Sr. Agrinaldo trabalhou como cobrador de ônibus, foi demitido, e com o dinheiro da rescisão queria montar uma padaria, mas, só deu para comprar umas poucas máquinas que possibilitavam fazer bolos e salgados, mesmo assim foi em frente.

Ele diz que no primeiro dia de vendas, fez 100 salgadinhos e foi para a praça vender, ficou das 18:30 às 23:30 e só vendeu um pastelão para a sua sobrinha.

x87437632 ci rio de janeiro rj 10 03 2020 morador do bairro pantanal em duque.jpg.pagespeed.ic .mKucPtoOis - Filha postou foto do pai chateado por não vender nenhum salgadinho, imagem viralizou e gerou muita solidariedade
Natália postou a foto do pai e a imagem viralizou Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

Ele contou com a ajuda de seu genro, que é padeiro, para fabricar os salgados. Sua filha caçula, Natália, montou a mesa na praça e ficou acompanhando o pai. O tempo passou e nenhum cliente apareceu, o desânimo logo chegou e Natália postou uma foto do pai triste na praça e desabafou no Twitter, convidando todos a virem à praça e conferir os salgados.

Logo em seguida seu post se espalhou de forma assustadora, com cerca de 25 mil compartilhamentos, houve comentários do post, inclusive por Whindersson Nunes e a Maisa também compartilharam querendo ajudar.

No dia seguinte, Sr. Agrinaldo montou a mesa na porta de sua casa, aproximadamente as 14hs, uma cliente estacionou o carro. Ela soube da história por uma amiga que mora em Dubai, viu o tuíte, e, assim queria ajudar comprando salgados.

A Senhora tinha vindo de Niterói, comprou R$ 100 entre bolos e salgados. Acabou com quase tudo, e eles tiveram que correr para produzir mais, contou o Sr. Agrinaldo.

xsalgado1.jpg.pagespeed.ic .3TtxOpimiU - Filha postou foto do pai chateado por não vender nenhum salgadinho, imagem viralizou e gerou muita solidariedade
Postagem no Twitter com foto de Agrinaldo viralizou Foto: Reprodução

O que parecia ser uma tragédia se transformou em um negócio bem-sucedido, Agrinaldo pode ver as vendas alavancarem nos próximos dias, houve filas em frente à sua banca, e muitas pessoas queriam comprar seus salgadinhos, e é claro, todos queriam tirar SELFIES com a nova celebridade do mundo dos salgados, o Sr. Agrinaldo. Em uma sexta-feira, ele chegou a vender 300 salgados e sua filha mostrou o quanto seu pai é perseverante e que não desistiu de seu sonho.

Natália aos 16 anos, faz ensino médio, e trabalha como maquiadora. Para aumentar sua renda ela vende salgados na escola.

Ela criou o projeto LANCHE SOLIDÁRIO. Assim, quem mora longe deposita certa quantia para comprar alguns salgados e doar para pessoas em situação de rua.
Informações pelo 21 97522-5081. O twitter de Natália é @na_telia.

x87437764 ci rio de janeiro rj 10 03 2020 morador do bairro pantanal em duque.jpg.pagespeed.ic .HMqBpEh8pA - Filha postou foto do pai chateado por não vender nenhum salgadinho, imagem viralizou e gerou muita solidariedade
Agrinaldo com os salgados prontos para a venda e a lado da mulher, Márcia, e da filha, Natália Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

Com informações: Extra

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS