Por: JCS

Ninguém entende São Paulo, diante de uma pandemia sem precedentes, a Rua 25 de março e região do Brás foram inundadas por multidões de consumidores, vários deles sem máscaras. O exagerado e perigoso movimento acontece na semana em que o governo recuou no plano de reabertura da economia.

Como entender parte dos Paulistanos? Neste sábado (05), milhares de paulistanos inundaram a rua 25 de março e região do Brás para fazerem suas “compras natalinas”. Mesmo sabendo do endurecimento nas restrições por causa do grande aumento de casos de Covid-19 no Estado, o desejo de fazer compras foi maior que a consciência de se proteger da doença.

Conforme vídeo abaixo, logo cedo, a rua 25 de março, no centro, que é uma das principais ruas do comércio popular de São Paulo, estava lotada por uma multidão de consumidores. Alguns deles andando normalmente sem máscara.

Captura de Tela 260 - Faltando poucos dias para o Natal, São Paulo tem sábado de aglomerações exageradas e perigosas no comércio (vídeo)
Movimento no comércio da Rua 25 de Março, Sábado, (05) – Foto: G1/ Youtube

Em entrevista, uma das consumidoras, Dona Inês, disse que foi comprar um presentinho para sua mãe e está tomando todos os cuidados. “ A gente previne, usa máscara. Quando a gente vê que tem muita gente, a gente afasta um pouco, né? ”, Disse.

Na região do Brás, que é muito conhecida por confecções e comércio de roupas, as ruas estavam tomadas por pessoas em uma aglomeração enorme: Av. Celso Garcia, Largo da Concórdia, Rua Maria Marcolina estavam absurdamente lotadas. Em alguns shoppings as pessoas tinham dificuldades em acessar as escadas rolantes para caminharem até as lojas.

Captura de Tela 263 - Faltando poucos dias para o Natal, São Paulo tem sábado de aglomerações exageradas e perigosas no comércio (vídeo)
Movimentação no comércio, região do Brás, Sabado (05) – Foto: G1/ Youtube

Curiosamente, este movimento gigantesco no comércio acontece na mesma semana em que o Governador do Estado de São Paulo recuou no plano de reabertura da economia, impondo várias restrições para que o vírus não se prolifere; Na Capital Paulista, a lotação dos estabelecimentos que era de 60% foi reduzida para 40%, podendo funcionar por no máximo 10 horas por dia.

O governo paulista comunicou que nesta semana que contratou 1000 agentes para atuarem em uma força tarefa que fiscalizará o uso de máscaras, distanciamento social e o atendimento no comércio nesse fim de ano, ao que parece, as pessoas não estão nem aí com as restrições e nem enxergam perigo nesta pandemia.

Captura de Tela 262 - Faltando poucos dias para o Natal, São Paulo tem sábado de aglomerações exageradas e perigosas no comércio (vídeo)
Movimentação do comércio, shopping, Brás, sábado (05) – Foto: G1, Youtube

Vários profissionais da saúde que viram as imagens destas aglomerações deste sábado (5) ficaram muito preocupados e avaliam que as contaminações e óbitos aumentarão ainda mais na capital paulistana.

“É inacreditável imaginar que a gente fosse ver uma cena dessa no mês de dezembro, no ano da pandemia e com um franco e expressivo aumento do número de casos e circulação do vírus no nosso meio. Eu de verdade estou muito desanimada, assustada, preocupada com o que pode acontecer nas próximas semanas”, palavras da infectologista Rosana Richtmann.

Parece que o povo “decretou o fim do isolamento por conta própria”, assim, SALVE-SE QUEM PUDER!

Com informações: Portal G1

OUTRAS LEITURAS



Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS