Por: JCS

Faleceu aos 59 anos de idade, Zindzi Mandela, nesta segunda-feira (13), a filha caçula do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela. O porta voz do partido governista, do CNA (Congresso Nacional) foi quem divulgou estas informações.

Zindzi faleceu em hospital da cidade de Johanesburgo, África do Sul, conforme esclarecimentos. Até o momento não foram mencionadas  quais as causas do óbito.

Zindziswa Mandela, era embaixadora da África do Sul na Dinamarca, e assim foi até a data de seu falecimento, ela ficou conhecida mundialmente por ter lido a rejeição que Nelson Mandela fez quando o presidente sul-africano, naquela época, P.W.Botha , em 1985, lhe fez uma oferta de liberdade.

É uma perda prematura. Ela ainda tinha um papel a desempenhar na transformação da nossa sociedade e um papel ainda maior a desempenhar no Congresso Nacional Africano, disse o porta-voz do CNA, Pule Mabe.

Conforme Mabe, novos esclarecimentos sobre o falecimento serão divulgados em breve.

Nascida em 23 de dezembro de 1960, em Soweto, Zindzi era filha de Winnie Mandela e Nelson Mandela. No ano em que ela nasceu o Congresso Nacional Africano (ANC), havia lançado uma ala armada. Assim seus pais eram muito perseguidos e procurados pelo governo, Nelson Mandela foi preso quando Zindzi tinha apenas 18 meses de idade.

Em 1985, Nelson Mandela recebe direito a uma “libertação condicional”, feita pelo então presidente da África do Sul, PW Botha. A resposta a esta carta de libertação não foi dada diretamente pelos seus pais, coube então a Zindzi o dever de ler a recusa do pai em uma reunião pública no dia 10 de fevereiro de 1985. A leitura desta carta de recusa repercutiu no mundo todo, por essa razão Zindzi ficou muito conhecida.

 

Com informações: Terra

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS