Por: JCS

Lucas Carvalho, tem 17 anos, morador de Sol Nascente, passa em 2º lugar pelo sistema de cotas da universidade de Brasília.

Com 17 anos, Lucas Carvalho, que mora em Sol Nascente, conseguiu ser aprovado em 2º lugar no curso de medicina da Universidade de Brasília (UnB). Ele soube do resultado na terça-feira (22), viu que passou em 2º lugar pelo sistema de cotas e assim estudar no campus de Brasília.

Lucas disse que seu sonho inicial era ser um músico. Um acidente curioso o fez mudar de ideia. Em 2016 ele se acidentou e quebrou o braço, foi ao hospital com muitas dores para ser atendido, e, teve que passar a noite toda com sua mãe esperando para ser atendido.

Ele olhou à sua volta e viu muitas pessoas que precisavam de ajuda sendo atendidas, foi então que começou a apreciar a importância do trabalho de um médico.

“Quando eu entrei no hospital, eu falei assim: essas pessoas precisam de um médico, de alguém que conheça a realidade delas.”

Com o desejo de ser médico guardado no coração, ele pensou na necessidade de fazer um cursinho para disputar a vaga no concorrido curso de medicina da Unb.

Ele soube que para o curso de medicina haviam 82 candidatos disputando cada vaga do curso ofertado pelo programa.

Ele não hesitou e passou a fazer em casa doces para vender e pagar o cursinho, sem falar que as vendas também permitiam que ele ajudasse em casa. No momento, ele vende os doces nas ruas, na porta da escola e até pelas redes sociais.

No início, a renda de sua família girava em torno de R$ 1,2 mil. Mas, o negócio foi dando certo, e hoje, ele recebe encomendas para festas de aniversários e casamento.

c0600 g bddf limpo 24012020 frame 212912 - Estudante vendia brigadeiro para pagar cursinho e consegue ser aprovado em medicina na UnB
Lucas, de 17 anos, fazia brigadeiros para pagar cursinho pré-vestibular. — Foto: TV Globo/Reprodução

Apoio especial da família

Lucas era disciplinado e tinha o hábito de estudar em casa, sua maior inspiração era um livro médico que ganhou. Ele sempre olhava para aquele livro e imaginava que um dia seria aprovado.

“Eu olhava para ele todos os dias, e pensava: um dia eu realmente vou usar isso aqui. Eu vou ser médico”.

Sua mãe, Ana Paula Carvalho, trabalha como doméstica, e diz que seu filho é: “muito amoroso, obediente e dedicado”. Apesar dela trabalhar fora o dia todo para sustentar a casa, sempre incentivou seu filho a estudar.

“O estudo para mim e para ele, hoje significa tudo. Eu não terminei meus estudos, só fiz até a 5ª série”, afirmou a mãe.

“Eu falava para o Lucas: ‘eu não tenho estudo, mas você vai ser uma pessoa que Deus vai honrar’.”

c0600 g bddf limpo 24012020 frame 212543 - Estudante vendia brigadeiro para pagar cursinho e consegue ser aprovado em medicina na UnB
Família comemora aprovação de Lucas em PAS da UnB — Foto: TV Globo/Reprodução

Ela concluiu dizendo que, “em meio a tanta dificuldade”, tem fé que seu filho será bem-sucedido. “Tudo que eu quero é que ele estude, tenha uma casa e vida própria”.

Com informações: G1 DF.

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS