Por: JCS

Espanha aprovou lei que obriga equiparação salarial entre homens e mulheres que ocupem o mesmo cargo, ou seja: os salários serão iguais.

O governo da Espanha resolveu proibir que as empresas paguem salários diferentes entre os gêneros (homem/mulher), agora é lei, este decreto foi aprovado e publicado nesta semana.

“A partir de hoje, um homem e uma mulher não podem mais receber remuneração diferente”, disse a ministra do Trabalho, Yolanda Díaz.

A partir desta semana, todas as empresas terão seis meses para se adaptarem às novas regras impostas pela lei.

Dois decretos

Visando promover a igualdade de gênero entre todas as empresas do país, o conselho de ministros da Espanha resolveu aprovar dois decretos.

O primeiro proíbe oficialmente a prática de diferentes salários entre homens e mulheres no país que “ocupem o mesmo cargo/função”; o segundo pretende garantir que as empresas auditem seus projetos de diversidade.

Para tanto, isso vale desde a admissão do funcionários até seu desligamento final das profissionais.

Todas as empresas deverão manter registro e relatórios de salários e funções de todos os funcionários e divulgar documentos explicativos dizendo os motivos de, eventualmente, praticar valores salariais diferentes para pessoas que exerçam a mesma função.

A multa pela infração pode chegar a 1487 mil euros, aproximadamente R$ 1,2 milhão.

Com informações Metro

Crédito imagens: Pixabay

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS