Por: JCS

Uma enfermeira corajosa teve que atravessar um rio andando para vacinar uma idosa contra a Covid-19 numa casa em São José de Espinharas, Paraíba.

Os profissionais da equipe de imunização da cidade, vacinaram, nesta quinta-feira (4), todos os idosos de 80 a 89 anos, que possuíam comorbidades, em suas residências, na zona rural. Foram 24 idosos desse grupo. A idosa, especificamente, ficou em último lugar devido a grande dificuldade de acesso à sua residência, pois havia muita água no entorno.

A enfermeira revelou que atravessar o rio na caminhada foi a primeira etapa da jornada, pois ao completar a travessia, uma moto à esperava para levar a vacina até a casa da idosa.

“Não dava para atravessar de carro para ir vacinar essa idosa e só faltava ela. O carro ficou me esperando, eu atravessei a pé e eu pedi a uma pessoa amiga da senhora para me pegar de moto do outro lado do rio para eu poder vacinar a senhora”, disse

capa oficial - Enfermeira atravessou um rio andando para levar vacina a uma idosa.Exemplos que nos dão esperança!

Mayane Brito revelou que foi uma grande satisfação fazer essa travessia para ajudar uma pessoa que precisava, uma vez que a senhora que recebeu a vacina, não tinha como atravessar o rio.

“Eu tive uma satisfação imensa de vacinar essa senhora do outro lado do rio. É trabalhar, prestar uma assistência da mesma forma que a gente gostaria de ser prestada para a gente”, afirmou.

A enfermeira depois de completar a vacina, e já em sua casa, pensou o quanto ela mesma gostaria que alguém fizesse um sacrifício destes se fosse para a sua mãe.

“Quando eu cheguei em casa nesse mesmo dia, me vi pensando que se fosse minha mãe – que infelizmente não está aqui mais hoje comigo, pois vai fazer cinco meses que ela faleceu – eu gostaria que um profissional de saúde atravessasse o rio para vacinar ela também”, relatou.

Mayane agradeceu por ver seu trabalho ser reconhecido onde atua na linha de frente do combate à pandemia que, para ela, é um momento de grande medo e angústia geral.

“Fiquei muito feliz em ver o trabalho da enfermagem sendo reconhecido, aliás do profissional de saúde em geral, uma vez que fazemos parte da linha de frente, e muitas vezes sentimos medos, angústias, mas honramos com excelência a profissional que amamos e que escolhemos”.

Com informações: G1
Foto: TV Paraíba/reprodução

OUTRAS LEITURAS



Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS