A cidade, possivelmente chamada de Wedian, está sendo construída pela mesma empresa que construiu dois hospitais em 10 dias em Wuhan. Esta nova capital funcionará como uma “extensão” do Cairo e acomodará seis milhões de pessoas.

Há cinco anos, o Governo do Egito teve uma ideia inusitada: construir uma nova capital do país, a cinquenta quilômetros da atual que é o Cairo, do zero. O projeto trouxe consigo um árduo plano de construção, que durou alguns meses.

Captura de Pantalla 2020 11 13 a las 11.59.27 1024x533 1 - Egito constrói uma nova capital no deserto a 50 quilômetros do Cairo. Não é uma miragem
Foto: AFP

Segundo o La Vanguardia , esta nova cidade abrigará diferentes setores administrativos do governo egípcio, incluindo o próprio governo, embaixadas, o primeiro ministério e agências internacionais.

Captura de Pantalla 2020 11 09 a las 17.41.04 - Egito constrói uma nova capital no deserto a 50 quilômetros do Cairo. Não é uma miragem
Foto: AFP

Além disso, está pensado para abrigar teatros, cinemas, o Museu das Civilizações, complexos esportivos, hotéis, universidades e escolas internacionais.

Para o financiamento, o Egito recebeu ajuda da mesma empresa que construiu dois hospitais em dez dias em Wuhan , em meio à pandemia do COVID-19. É a China State Construction Engineering Corporation Ltd. ( CSCEC ) que vai construir esta cidade cheia de piscinas privadas, campos de golfe e prédios administrativos, em um lugar-chave para o projeto New Silk Roads.

Captura de Pantalla 2020 11 09 a las 17.41.11 - Egito constrói uma nova capital no deserto a 50 quilômetros do Cairo. Não é uma miragem
Foto: AFP

 

A Nova Capital Administrativa ( NCA ), que possivelmente se chamará Wedian , é o projeto do Marechal Al Sisi que concretizou a ideia das administrações anteriores, mas que nenhum outro dirigente poderia realizar. A cidade terá um desenvolvimento urbano que contará com modernidade e espírito ecológico.

Captura de Pantalla 2020 11 09 a las 17.41.16 - Egito constrói uma nova capital no deserto a 50 quilômetros do Cairo. Não é uma miragem
Foto: AFP

A sua construção foi dividida em três fases, que hoje se encontra na primeira, que consistiu na construção do denominado ” bairro do governo “. Segundo o porta-voz do megaprojeto Khaled El Husseiny , a nova cidade não substituirá Cairo, mas será uma ” extensão ” dela com o objetivo de ” aliviar a pressão ” sobre o antigo assentamento.

Como pode ser visto em seu desenho, a nova capital está planejada para ter uma imensa área verde em seu centro ao redor de um lago artificial inspirado no rio Nilo.

Além disso, será projetado para acomodar seis milhões de pessoas, que serão em sua maioria funcionários administrativos do governo egípcio. Durante sua construção, a torre mais alta da África também está planejada .

A pandemia do coronavírus significou um atraso nas obras, mas espera-se que em 2021 os primeiros funcionários se desloquem para se instalar na Nova Capital Administrativa do Egito.

Traduzido e adaptado: UPSOCL

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS