Dois colégios em Campinas, SP, resolveram suspender as aulas presenciais após notarem um surto de covid-19 entre os próprios alunos e os funcionários, assim, o MP (Ministério Público de São Paulo) está pedindo explicações dos colégios.

Conforme o pedido do promotor Rodrigo Augusto de Oliveira, o Instituto Educacional Jaime Kratz e o Colégio Farroupilha, juntamente com a Diretoria de Ensino devem informar com detalhes, em até 10 dias, sobre a quantidade de infectados e os protocolos de segurança sanitária que ambas escolas adotaram para prevenir a disseminação do coronavírus.

Em paralelo, o promotor também pediu à Vigilância Sanitária para fazer uma vistoria rigorosa nas duas escolas, e que um relatório seja encaminhado à promotoria do MP.

O Instituto Educacional Jaime Kratz emitiu uma nota informativa sobre a suspensão das aulas na última segunda-feira:

“Após confirmação de que um grupo de professores foi infectado com a covid-19. Há um aluno positivado e seis com sintomas da doença”. Conforme a EPTV, afiliada da TV Globo em Campinas, foram ao menos 34 casos de infecções de covid-19 nos funcionários da escola.

capa oficial - Duas escolas em Campinas suspenderam aulas presenciais após explosão de covid-19; MP quer explicações

A suspensão de aulas presenciais vale até o dia 18 de fevereiro. Durante este período as aulas serão online. “Os pais dos alunos já foram orientados e a escola passará por desinfecção. Todas as medidas de segurança sanitária foram e continuam sendo adotadas pela escola com o intuito de preservar a saúde dos alunos e colaboradores”, afirma a nota.

A escola possui 1300 alunos matriculados, o início das aulas foi no dia 25 de janeiro com revezamento online e presencial. Em cada dia, havia cerca de 35% dos alunos presentes na escola.

O Colégio Farroupilha também suspendeu as aulas presenciais até o dia 14 de fevereiro após uma das professoras, juntamente com sua filha, da Educação infantil, testarem positivo para a covid-19.

“Todos os protocolos de segurança e higiene foram e continuam sendo adotados, rigorosamente, pelo colégio. A diretoria de Ensino (SIMED) e a Vigilância Sanitária de Campinas foram informadas e estamos à disposição das instituições para continuar contribuindo diante deste momento crítico que nosso país e o mundo enfrentam”, disse o Colégio Farroupilha em nota.

Com informações: UOL SAÚDE
Imagem: Reprodução Pixabay

OUTRAS LEITURAS






Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.