Por: JCS

Drauzio Varella conclui que carnaval deveria ter sido cancelado: ”Vírus se disseminou ali”

O conhecido médico Drauzio Varella chegou a uma conclusão impactante ao correlacionar o carnaval brasileiro com a disseminação avassaladora da COVID-19. “Nós fomos muito benevolentes com essa doença, fomos otimistas demais. Eu mesmo me penitencio por isso”, afirmou na entrevista cedida no “Ao Vivo em Casa”, uma série de lives feitas pela Folha de São Paulo.

médico confessou que ele mesmo subestimou a perigosa e letal COVID-19, até mesmo por virem poucas informações da China, e é claro, criticou as autoridades que demoraram para tomar medidas de prevenção. O médico conclui que, os vários eventos sociais que foram realizados no começo do ano, principalmente o carnaval, contribuíram em muito para a disseminação da COVID-19 em terras brasileiras.

Ele citou o exemplo de países da Europa, principalmente para mencionar os riscos na demora para agir na contenção da pandemia. “A Espanha está do lado da Itália [epicentro do coronavírus na Europa] e, quando a Itália decretou o isolamento para a população, os espanhóis fizeram aquela Marcha Para as Mulheres, com 200 mil mulheres no centro de Madri. Como admitiram aquilo? Como nós fizemos o Carnaval? ”, concluiu.

 

O médico se preocupa muito com o crescente e inevitável risco de a saúde pública do país entrar em “falha” e não conseguir atender todos os casos de infectados, visto que isto atingiria não apenas os doentes da COVID-19, mas também outras enfermidades.

Dr. Drauzio Varella - Drauzio Varella conclui que carnaval deveria ter sido cancelado: ”Vírus se disseminou ali”
“Fomos muito benevolentes com essa doença”, disse o Dr. Drauzio Varella

“Quem sofrer um infarto vai pra onde? Quem sofrer um AVC vai para onde? Quem quebrar a perna no degrau de casa ou quem sofreu uma queda no banheiro, para onde vão essas pessoas? Sistema em colapso significa nenhuma vaga para ninguém”, alertou.

Lhe perguntaram sobre o que ele acha dos tratamentos que vêm sendo estudados sobre a COVID-19, ao comentar sobre o da hidroxicloroquina, disse com cautela que não sabe se esta alternativa pode curar o vírus ou acelerar a morte da pessoa infectada.

Recentemente, em outra entrevista feita pelo UOL, o Dr. Drauzio foi categórico em dizer que: “ A vida normal vai demorar muito tempo a voltar”. Os médicos que debatem sobre este assunto dizem que: a vida só voltará ao normal após a vacina contra a COVID-19 ser desenvolvida, e a previsão disto é em um período de 1 ano e meio em média, é o que aceitam a maioria dos médicos.

Com informações: Hypeness

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS