Por: JCS

Provavelmente a Itália está vendo uma luz no fim do túnel da pandemia que, infelizmente, contaminou mais de 200 mil pessoas e levou aproximadamente 8 mil mortos espalhados pelo mundo.

Os italianos resolveram fazer a lição de casa e ficaram uma semana em isolamento forçado em todo o país por causa do coronavírus. É possível que o país esteja vendo uma pequena luz no fim do túnel da terrível pandemia que já se espalhou contaminando mais de 200 mil pessoas e 8 mil mortos espalhados pelo mundo.

Após a Defesa Civil ter divulgado um comunicado na terça-feira (17) confirmando o quarto dia seguido de desaceleração de novos contágios, isto é um grande progresso, contudo, a situação ainda está muito complicada no norte do país.

A Itália contabilizou até dia 17, 31.506 pessoas infectadas, incluindo casos ativos, mortes e pacientes curados, representando um aumento de 12,60% em relação aos dados do dia anterior, o qual havia registrado uma alta de 13,06% – entre o sábado e domingo houve uma expansão de, 19,80% e 16,97%.

Quando o Primeiro –ministro Giuseppe Conte, no dia 09 de março, anunciou um decreto que restringia a circulação de pessoas EM TODO O TERRITÓRIO NACIONAL, a epidemia se alastrava a uma média diária de 26,54 %. Depois, levando em conta o período desde 28 de fevereiro, momento em que a Defesa Civil começou a divulgar apenas um balanço diário, a média de crescimento diminuiu para 22,19%.

“É preciso esperar para cantar vitória, mas é interessante que este aumento não seja mais tão vertical. Acredito que isso seja já um sinal não de decréscimo, mas de desaceleração. Só não quero ser muito otimista, porque esses casos dados agora na verdade são antigos, talvez de infecções de 10 ou 11 dias atrás”, disse, na entrevista à ANSA, o virologista italiano Fabrizio Pregliasco, professor do Depto. de Ciências Biomédicas para a Saúde da Universidade dos Estudos de Milão.

Esta desaceleração no avanço dos contágios foi um resultado do povo italiano ficar em suas casas e não saírem. Se os brasileiros assim fizerem os estragos serão pequenos, agora, se continuarem saindo de casa, como é o caso dos paulistanos, a doença ficará fora de controle e fará muitas vítimas.

 

Com informações: BandaB

 


OUTRAS LEITURAS


Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS