Por: JCS

Paolo Gentiloni fez uma declaração via Twitter, onde critica seriamente os números vergonhosos do brasil quanto à pandemia do coronavírus.

O comissário para a economia da UE (União Europeia), Paolo Gentiloni, teceu uma forte crítica, neste sábado (2), quanto aos números assustadores de infecções e mortes registrados pelo Brasil, na pandemia do coronavirus, nestes últimos dias. Ele diz ver “imagens vergonhosas”.

“Tenho visto imagens vergonhosas do Brasil. Média da última semana 36 mil casos e 700 mortes por dia pela pandemia”, escreveu em seu post no Twitter o ex-primeiro-ministro da Itália.

Conforme os dados do Ministério da Saúde, o Brasil registrou um total de 7.716.405 pessoas infectadas e 195.725 óbitos. Nas últimas 24 horas foram 17.711 contágios e 331 óbitos, sábado (02)-feriado prolongado.

A quantidade de óbitos teve uma redução depois de três dias consecutivos onde registrava mais de mil novas vítimas fatais da covid-19. Ou seja, a média móvel de mortes no país nestes últimos 7 dias ficou acima de 700 pelo segundo dia consecutivo.

Para resumir, entre novembro e dezembro de 2020, houve um grande aumento de 64,45% no número de pessoas que faleceram por conta da Covid-19. Assim, no total, o primeiro mês registrou 13.262 óbitos, e o segundo teve 21.811, conforme dados registrados pelas secretarias de Saúde do país.

 

Com informações: Portal Terra

Imagem: Edmar Barros / Futura Press

OUTRAS LEITURAS



Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS