Os humanos não estão mais com seus carros e os leões do Parque Nacional Kruger, na África do Sul, aproveitam-se para tirar uma boa soneca diretamente nesta estrada, que geralmente é ocupada por turistas.

Quem fez o registro desse momento de pleno relaxamento em família foi o guarda florestal Richard Sowry, que patrulhava pela estrada no dia. O Kruger, como outros parques naturais, está fechado desde 25 de março devido a medidas restritivas contra o coronavírus.

Até agora, os animais da savana só eram avistados nesta estrada apenas nas noites mais frias (e raramente), quando se aproveitavam do calor liberado pelo asfalto para aquecer.

1 1 - Com o bloqueio dos humanos, leões aproveitam a estrada deserta para uma soneca na África do Sul
Foto: Parque Nacional Kruger,

Esse quadro imortalizado, no entanto, é um comportamento muito incomum. E as fotos em close, tiradas a apenas 5 metros de distância, são sensacionais.

Como guarda florestal em uma das maiores reservas de caça da África, Sowry realiza um serviço essencial e continua a trabalhar mesmo durante o confinamento, controlando a vida selvagem e protegendo-a dos caçadores furtivos.

2 1 - Com o bloqueio dos humanos, leões aproveitam a estrada deserta para uma soneca na África do Sul
Foto: Parque Nacional Kruger,

Esses tempos “tranquilos” também viram leões se aventurarem em um campo de golfe no país, que até agora registrou 2.506 casos de infecção, atualmente o mais atingido na África.

do trânsito, mas são muito inteligentes e agora desfrutam da liberdade do parque sem a gente”, conclui o guarda.

Mas por que os leões preferem o asfalto à suavidade da grama? Provavelmente pela simples razão de que choveu e a estrada estava mais seca.

Astuti! E muito feliz por não ter mais carros em seu território.

E, felizmente, eles não precisam manter distância social.

Fontes: Parque Nacional Kruger, BBC, GreenMe

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS