Por:JCS

Uma enfermeira de 54 anos, que trabalha na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, é a primeira pessoa, fora dos estudos clínicos, que foi vacinada contra a Covid-19 no país. Foi imunizada hoje, domingo (17) no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Finalmente, o governo de São Paulo, deu a largada dando a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17), assim que a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o uso emergencial da vacina contra a Covid-19, CoronaVac.

Mônica Calazans, de 54 anos, enfermeira, que mora em Itaquera, SP, foi a primeira pessoa, a ser vacinada, fora dos estudos clínicos.

Captura de Tela 490 - Com aprovação da ANVISA, São Paulo aplicou a 1ª dose da CoronaVac antes de iniciar o plano nacional de vacinação
Foto: Youtube/UOL

Ela faz parte do grupo de riscos para a doença, e atua na linha de frente contra a Covid-19 no Instituto de Infectologia Emílio Ribas. A enfermeira foi voluntária da Terceira fase dos testes clínicos da CoronaVac, e hoje, oficialmente foi VACINADA.

O Governador de São Paulo, João Doria, acompanhou de perto a aplicação da vacina e disse que os profissionais da saúde do Hospital das Clínicas serão imunizados a partir deste domingo (17), e que o estado de SP começa no dia 18, Segunda-feira, a colocar o plano logístico de vacinação no estado em prática.

Logo que foi imunizada, recebeu do governados um selo simbólico que dizia o seguinte: “Estou vacinada pelo Butantan” e recebeu uma pulseira com a frase “Eu me vacinei”.

Assim, todo o pessoal da equipe de frente do Hospital das Clínicas de São Paulo, seguem sendo vacinados.

Com informações: G1

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS