Por: JCS

Com a interferência humana quase zerada, espécie ameaçada de extinção deixa seus ovos na Flórida e Tailândia, sendo que uma em cada 1000 tartarugas nascidas sobrevive

A pandemia que vivemos obrigou os governos a colocarem bilhões de pessoas em quarentena, para evitar a propagação da Covid-19. Assim, milhares de pessoas foram proibidas de circularem pelos pontos turísticos como praias e principalmente várias reservas naturais. A ausência humana nestes locais causa certa estranheza, contudo, por outro lado trouxe benefícios para uma espécie em extinção: a tartaruga-gigante, é a maior exemplar entre as espécies marinhas. Um grupo de pesquisadores concluiu que mais ninhos desses animais surgiram em algumas praias da Flórida, (EUA), e da Tailândia.

Especialistas ambientais na Tailândia encontraram em suas praias desertas 11 novos ninhos de tartaruga-gigante. É o maior número em 20 anos, conforme Kongkiat Kittiwatanawong, diretor do Centro Phuket de Biologia Marinha, disse em entrevista à Agência Reuters. “Esse é um sinal muito bom para nós porque várias regiões de desova foram destruídas por humanos”. “Se compararmos com o ano passado, nós não tivemos esse tanto de ninhos porque as tartarugas sofrem com o risco de serem mortas por equipamentos de pesca e pela presença humana nas praias”.

A Tailândia também sofre com a Covid-19: com 2.792 casos confirmados e 47 óbitos.

Conforme pesquisadores da Flórida, a ausência humana nas praias, fez com que aumentassem significativamente a quantidade de ninhos das tartarugas-gigantes no sul do estado. Tanto que, o Centro Loggerhead de Vida Marinha numerou, um total de 76 ninhos de tartaruga, chegando a classificar essa quantidade como um aumento “significativo” em comparação aos anos anteriores.

Abaixo um exemplo de uma tartaruga-gigante adulta:

hqdefault - Com a quarentena, tartarugas-gigantes voltam a aparecer e desovar em praias
Foto: reprodução

 

Com informações: Veja

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS