Por: JCS

Apesar de todos os esforços feitos pelo Ministério da Saúde, hoje, 08, o Brasil registrou 135.773 casos de covid -19, ultrapassando a Turquia que conta com 133.721 casos.

Conforme placar da Universidade John Hopkins, hoje, 08, o Brasil amargou a marca de 135.773 casos de pessoas contaminadas pela covid-19, deste total 55.350 pessoas curadas e infelizmente, 9.190 óbitos. Com estes números, superamos a Turquia que conta com 133.721 e somos o 8º pais com mais casos da infecção.

O país que mais sofre com a pandemia continua sendo os Estados Unidos, com 1.256.972 casos, o segundo colocado é a Espanha, com 221.447, Itália, com 215,858, Reino Unido, com 207.977 casos.

A Rússia é a quinta colocada com 187.859, a França é a sexta colocada com 174.918, a Alemanha é a sétima colocada com 169.430 casos, e em seguida vem o Brasil, 8º colocado com 135.773 casos e 9.190 óbitos.

No dia 7, o Ministério da Saúde, atualizou o relatório dizendo que em 24 h faleceram 610 pessoas em nosso país vítimas da Covid-19, este número é alarmante, e corresponderia a aproximadamente a queda de três aviões Airbus A 320, que cabem cada um, 190 passageiros, ou seja, os três aviões lotados de passageiros mais a equipe de bordo, totalizariam cerca de 600 pessoas em média. Isso é muito preocupante!

Os especialistas em saúde entendem que a quarentena deve ser estendida e a população deve ficar em casa para evitar a contaminação, outra parte da sociedade quer ativar a “vida normal” e voltar ao trabalho. Enquanto isto não acontece, o número de contaminados e óbitos dobra no Brasil a cada 10 dias (Conforme demonstração abaixo), os números dizem que a pandemia está longe de terminar e que o vírus está se espalhando fortemente e levando nossa população à morte.

O que precisa acontecer para entendermos essa gravidade da pandemia?

Data     Infectados     Óbitos       (Taxa de Evolução infectados)
06/04       12.632            588                  Dobrou
16/04       30.000         1.924                  Quase triplicou
26/04       61.888         4.205                  Dobrou
06/05     125.218         9.190                  Dobrou

O gráfico acima demonstra que tanto o a quantidade de infectados, quanto a de óbitos tem aumentado 100% a cada 10 dias, e mesmo assim os governos, apesar dos esforços, não conseguem fazer com que a população fique totalmente em casa, o resultado deste “afrouxamento” na quarentena é o que confirma os números acima.

O que é mais importante a saúde das pessoas ou a liberação do comércio e indústria? Que possamos encontrar uma alternativa que ao menos nos mantenha vivos.

 

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS