Por: JCS

Os dados são alarmantes, mas o Brasil, pela primeira vez desde setembro ultrapassou a quantidade de 1000 óbitos por Covid-19 nas últimas 24 h. Na quinta-feira (17) foram registrados 1.054 óbitos. Esta quantidade não é tão alta desde 15 de setembro, quando foram registradas 1.090 mortes pelas Secretarias estaduais de Saúde. O país totalizou 184.876 vidas tiradas pelo novo coronavírus. A média móvel de óbitos ficou em 725, a maior desde 22 de setembro.

E os números não param de crescer, foram registrados 68.832 novos casos de infecção, totalizando 7.111.527 casos de infectados pela Covid-19. Sendo que a média móvel de casos foi 46.855, a maior média móvel de casos desde o início da pandemia.

capa oficial - Brasil contabiliza mais de 1000 óbitos em 24hs
Um dos fatores que contribuiu para esta elevação da última quinta-feira foi que o Estado de São Paulo, que na quarta não divulgou os dados de Covid-19. Hoje foram notificadas 2999 mortes e 20.303 casos.

Estes dados são fornecidos pelo consórcio formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S. Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo que reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até as 20h. Este consórcio de jornais foi criado após várias divergências e inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde.

Conforme previsões do ministério da Saúde, as doses de vacinas começarão a ser distribuídas a partir do começo de janeiro.

Sem a vacina, o melhor negócio é se proteger e manter o distanciamento social

Com informações: Extra
Imagem: Pixabay

OUTRAS LEITURAS






Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.