A natureza nos proporciona cenas lindas que nos tiram o fôlego, porém, há coisas que acontecem nela que são difíceis de entender e nos cortam o coração.

Ao olharmos a maternidade entre os elefantes, percebemos exemplos de mães que arriscam suas próprias vidas para salvar e cuidar de seus filhotes.

O elefante é o animal que tem o maior período de gestação dentro do útero materno, são 22 meses. Um detalhe curioso, é que os elefantes nascem cegos e, assim, a ligação entre filhote e mamãe é importantíssima e muito forte, e totalmente necessária para sua sobrevivência.

Assim que Zhguang Zhuang nasceu na Reserva Natural de Animais Silvestres de Shendiashan na China, não se sabe o motivo, sua mãe tentou mata-lo, e, para preservar sua vida a equipe foi obrigada a separá-los.

1 - Bebê elefante chorou durante 5 horas depois que o separaram da mãe
Foto: Reprodução Twitter

Embora fosse muito perigoso ficar com sua mãe, a separação criou uma tristeza enorme: tanto que o bebezinho chorou pela separação por cinco horas seguidas.

Assim que o bebê elefante nasceu, sua mãe imediatamente o rejeitou após o parto.

Tanto que os funcionários da reserva os separaram, pois achavam que tinha acontecido um acidente, para cuidar de seus ferimentos. Novamente, tentaram juntar Zhuang Zhuang com a sua mãe, e, novamente ela tentou mata-lo.

2 - Bebê elefante chorou durante 5 horas depois que o separaram da mãe
Foto: Reprodução Twitter

Assim a equipe foi forçada a separá-lo definitivamente de sua “mãe”.

Por várias hora a equipe tentou demonstrar carinho e atenção com o Bebê, mesmo assim Zhuang Zhuang ficou completamente acabado emocionalmente.

Conforme o Shared.com, um funcionário disse: “ O filhote de elefante ficou muito triste e chorou por cinco horas até podermos confortá-lo. Ele não suportava se separar da mãe e que era ela quem estava tentando matá-lo”.

Elefantes sempre ficam juntos em suas manadas, assim, todos trabalham em unidade para proteger os seus filhos. É importantíssimo que eles façam parte de um grupo familiar, pois precisam de contato uns com os outros e intimidade.

Experiência aterradora

Tradicionalmente os bebês são sempre tratados pelas fêmeas do grupo e nem sempre pela própria mãe, mas principalmente por outras elefantas. Desta maneira, as jovens aprendem a cuidar dos filhotes de elefantes.

Conforme Iaqn Redmond, que é um consultor de vida selvagem da Born Free Foundation e especialista em elefantes, “dar à luz pode ser uma experiência aterradora para alguns elefantes, pois eles “não agem por instinto”.

 

Em cativeiro, os elefantes não sabem cuidar de seus filhotes”, disse à BBC News.

Felizmente, o bebê Zhuang Zhuang sobreviveu à essa experiência dolorosa e foi adotado pelo herói que salvou a sua vida preciosa.

Que experiência difícil para este bebezinho! Estamos felizes que essa história tenha terminado muito bem para o bebê Zhuang Zhuang.

Texto traduzido e adaptado de: La Bíblia De Los Animales

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS