Por: JCS

Recentemente, um rapaz veio até a barbearia de Bruno Navalha, em Rolândia (PR), lhe perguntando se ele podia fazer “apenas o pezinho” do cabelo por R$1,75.

Afinal, era tudo o que ele tinha em seu bolso para oferecer pelo “serviço”.

O profissional disse que: ficou espantado com o pedido e principalmente pelo “valor” que o rapaz tinha a oferecer, contudo, verificou que o rapaz falava a verdade, e de imediato foi ajuda-lo.

Ao fazer o “pezinho” do rapaz, percebeu que ele estava bem arrumado, com roupa social. A curiosidade lhe obrigou a perguntar onde o rapaz ia todo social. “Estou indo para uma entrevista de emprego no mercado”, essa foi a resposta.

Fez o corte de cabelo gratuitamente

“Na hora meu coração acelerou… Passou um filme na minha cabeça, [afinal] cada um sabe o que já viveu na vida”, disse Bruno.

Ao ouvir a resposta, comovido, bruno decidiu cortar o cabelo dele gratuitamente, ele escolheu um corte social, bem apropriado para uma entrevista de emprego.

bn 2 - Barbeiro cortou de graça o cabelo de um rapaz que lhe ofereceu R$1,75 para fazer o “pezinho”
Foto: Reprodução

“Ele ficou encantado com tudo aquilo. No final, me agradeceu com um sorrisão no rosto”.

O rapaz montou em sua bicicleta, e motivado, foi rumo à entrevista. “Tem certas coisas que o dinheiro não paga”, disse o cabeleireiro

Caso você queira conhecer a Barbearia de Bruno Navalha, ela está localizada na Avenida das Palmeiras, 471, em Rolândia (PR).

Veja o seu trabalho no Instagram:

View this post on Instagram

👉leia até o fim …Hoje esse jovem da foto parou na frente do salão e me pergunto, se eu não fazia o pezinho do cabelo dele por 1,75 😨. Por que era o único dinheiro que ele tinha no bolso. Na hora confesso que fiquei espantado, mais falei que sim , logo perguntei quando sentou na cadeira onde ele iria , pois estava bem arrumado sapato social ,camisa ,ele me respondeu que iria fazer uma entrevista de emprego no mercado 😯. Na hora meu coração…..acelero passou um filme na minha cabeça, cada um sabe o que já viveu na na vida . Na hora que ele me falou isso já me propus a cortar o cabelo dele e fiz um corte social era o mais apropriado ,ele ficou encantado com tudo aquilo no final ele me agradeceu e com um sorrisão no rosto e seguiu para sua entrevista de bicicleta ainda um pouco molhado por que estava chovendo porém motivado e feliz . Tem coisa que o dinheiro não paga . Vale apena reflexão oque podemos fazer pelo próximo. #rolandia

A post shared by Bruno Navalha (@barbeariabrunonavalha) on

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS