Por: JCS

Recentemente, um rapaz veio até a barbearia de Bruno Navalha, em Rolândia (PR), lhe perguntando se ele podia fazer “apenas o pezinho” do cabelo por R$1,75.

Afinal, era tudo o que ele tinha em seu bolso para oferecer pelo “serviço”.

O profissional disse que: ficou espantado com o pedido e principalmente pelo “valor” que o rapaz tinha a oferecer, contudo, verificou que o rapaz falava a verdade, e de imediato foi ajuda-lo.

Ao fazer o “pezinho” do rapaz, percebeu que ele estava bem arrumado, com roupa social. A curiosidade lhe obrigou a perguntar onde o rapaz ia todo social. “Estou indo para uma entrevista de emprego no mercado”, essa foi a resposta.

Fez o corte de cabelo gratuitamente

“Na hora meu coração acelerou… Passou um filme na minha cabeça, [afinal] cada um sabe o que já viveu na vida”, disse Bruno.

Ao ouvir a resposta, comovido, bruno decidiu cortar o cabelo dele gratuitamente, ele escolheu um corte social, bem apropriado para uma entrevista de emprego.

bn 2 - Barbeiro cortou de graça o cabelo de um rapaz que lhe ofereceu  R$1,75 para fazer o “pezinho”
Foto: Reprodução

“Ele ficou encantado com tudo aquilo. No final, me agradeceu com um sorrisão no rosto”.

O rapaz montou em sua bicicleta, e motivado, foi rumo à entrevista. “Tem certas coisas que o dinheiro não paga”, disse o cabeleireiro

Caso você queira conhecer a Barbearia de Bruno Navalha, ela está localizada na Avenida das Palmeiras, 471, em Rolândia (PR).

Veja o seu trabalho no Instagram:

View this post on Instagram

?leia até o fim …Hoje esse jovem da foto parou na frente do salão e me pergunto, se eu não fazia o pezinho do cabelo dele por 1,75 ?. Por que era o único dinheiro que ele tinha no bolso. Na hora confesso que fiquei espantado, mais falei que sim , logo perguntei quando sentou na cadeira onde ele iria , pois estava bem arrumado sapato social ,camisa ,ele me respondeu que iria fazer uma entrevista de emprego no mercado ?. Na hora meu coração…..acelero passou um filme na minha cabeça, cada um sabe o que já viveu na na vida . Na hora que ele me falou isso já me propus a cortar o cabelo dele e fiz um corte social era o mais apropriado ,ele ficou encantado com tudo aquilo no final ele me agradeceu e com um sorrisão no rosto e seguiu para sua entrevista de bicicleta ainda um pouco molhado por que estava chovendo porém motivado e feliz . Tem coisa que o dinheiro não paga . Vale apena reflexão oque podemos fazer pelo próximo. #rolandia

A post shared by Bruno Navalha (@barbeariabrunonavalha) on

OUTRAS LEITURAS



Sensível Mente
Revista de opinião e entretenimento, sobre temas relacionados ao equilíbrio entre mente corpo e espiritualidade.

COMENTÁRIOS